Fátima, 03 nov 2018 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima dinamiza a quinta e última sessão dos ‘Encontros na Basílica’ do atual ano pastoral, a partir das 15h30, do dia 11 de novembro, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário.

“Os peregrinos poderão ter perceção de que o dia 13 de maio de 1947 ficará na história de Fátima como o início da grande epopeia que poderia legendar-se a partir do seguinte mote: a Imagem da Virgem de Fátima faz-se peregrina dos seus peregrinos”, explicou o orador do encontro, Marco Daniel Duarte que é o diretor do Museu do Santuário de Fátima e do Departamento de Estudos.

No comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o santuário mariano informa que ‘a imagem peregrina da Virgem de Fátima e o seu papel no anúncio da mensagem da Cova da Iria’ é o tema do último encontro na basílica.

“Avaliado à distância que se exige ao historiador, a passagem da escultura branca pelos diferentes pontos do globo — em menos de uma década já tinha estado em todos os continentes — mostra-se como fortíssima estratégia pastoral para a difusão da Mensagem da Cova da Iria”, desenvolveu Marco Daniel Duarte.

A sala de imprensa do Santuário de Fátima recorda que a Imagem Nº1 de Nossa Senhora vai estar nas Jornadas Mundiais da Juventude 2019, entre 22 e 27 de janeiro, no Panamá.

“Levará certamente, essa eterna novidade que é o Evangelho, a partir da força que tem a mensagem de Fátima, sobretudo quando acentua que é possível alcançar a paz para o mundo”, acrescentou ainda o orador, diretor do Departamento de Estudos do santuário.

A tarde formativa vai terminar com um recital do Coro Polifónico Eborae Mvsica, com direção de Eduardo Martins, também na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no próximo dia 11 de novembro.

‘Tempo de Graça e misericórdia’ é o tema do primeiro ano do triénio 2017-2020 no Santuário de Fátima.

CB

Partilhar:
Share