Lisboa, 06 out 2018 (Ecclesia) – O Museu Nacional de Arte Antiga vai inaugurar a exposição ‘O Pai dos Cristos: Esculturas de Manuel Dias (1688-1755)’, pelas 18h00, desta quinta-feira, 8 de novembro, em Lisboa.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a cocomissária científica, Sandra Costa Saldanha, destaca que é a primeira exposição monográfica consagrada a Manuel Dias, “um dos mais representativos escultores portugueses do período Barroco”.

A investigação desenvolvida revelou uma atividade “bastante mais vasta”, alargada a todo o território nacional e “a uma multiplicidade de outras tipologias escultóricas”, nomeadamente, imaginária de altar e processional.

“Apesar do reconhecimento das suas competências – patentes numa vasta obra, desenvolvida durante meio século de atividade, ao serviço da Igreja (ordens religiosas, congregações, irmandades e confrarias) – encontrava-se inteiramente por identificar, estudar e sistematizar o seu trabalho”, desenvolve a diretora do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja Católica.

Para divulgar o trabalho de um mestre “praticamente desconhecido do público em geral”, mas também ilustrar “a qualidade e diversidade” da obra de Manuel Dias vão estar expostas, pela primeira vez, “diversas peças” do acervo do próprio museu nacional e de outras instituições, como a igreja de Nossa Senhora da Pena, em Lisboa.

A exposição ‘O Pai dos Cristos: Esculturas de Manuel Dias (1688-1755)’ que é inaugurada esta quinta-feira vai poder ser visitada pelo público em geral a partir do dia seguinte, entre 9 de novembro e 3 de março de 2019, na Sala do Tecto Pintado no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa.

CB

Foto Luisa Oliveira, Cristo Crucificado, 1730-40 MNAA

Partilhar:
Share