Projeto reúne 11 abordagens ao pontificado de Francisco e aos desafios atuais da Igreja Católica

Lisboa, 09 nov 2018 (Ecclesia) – Uma nova obra sobre o Papa Francisco, intitulada, ‘O Papa no tempo e o tempo do Papa’, vai ser apresentada no dia 14 de novembro no auditório da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, na Amadora.

De acordo com um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, este livro, com chancela das Edições Universitárias Lusófonas, reúne várias abordagens ao pontificado do Papa argentino e ao contexto da Igreja Católica, tendo como pano de fundo problemáticas como “o drama dos abusos sexuais, as oposições internas, as reformas”.

Nesta publicação coordenada por José Brissos-Lino e Joaquim Franco, o primeiro volume de uma nova coleção intitulada ‘Grandes Debates da Atualidade’, encontramos reflexões de vozes “de dentro e fora da Igreja”, como o jornalista e escritor João Miguel Tavares, ou os padres José Manuel Pereira de Almeida e Bruno Nobre.

Integram também este projeto figuras como o investigador Paulo Mendes Pinto, fundador da Academia Europeia das Religiões, o professor José Brissos-Lino (diretor do Mestrado em Ciência das Religiões das Universidade Lusófona; o jornalista Joaquim Franco, investigador em Ciência das Religiões; e o sacerdote jesuíta Samuel Beirão, especialista em estudos de pedagogia.

No total são 11 os nomes que contribuíram para esta nova abordagem ao pontificado do Papa Francisco, numa lista onde sobressai também a participação do padre Gonçalo Portocarrero de Almada (Opus Dei), cronista do Observador, de Natália Faria, jornalista do Público, do ex. sacerdote Luís Archer, diretor da revista ‘Christus Magazine, e do padre Fernando Calado Rodrigues, cronista do Jornal de Notícias.

“Como pode um homem – mesmo sendo Papa – no meio duma cúria que lhe é tantas vezes hostil, combater o clericalismo numa organização religiosa com dois milénios de existência?”, é uma das questões contidas neste livro, que salienta o “momento difícil” que a Igreja atravessa e aponta para a necessidade de “rever o paradigma”.

Logo após a apresentação do livro, pelas 18h00, tem lugar também no auditório da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, na Amadora, um debate intitulado ‘Porque se dá tanto tempo ao Papa?’.

Uma iniciativa integrada no ciclo de conferências Religiões e Culturas em debate, que está a decorrer ao longo deste ano na Amadora.

Na sessão de apresentação do livro ‘O Papa no tempo e o tempo do Papa’, e posterior debate estarão como oradores Henrique Monteiro (jornalista, ex-director do Expresso); José Maria Brito (padre jesuíta, director do PontoSJ); Eugénia Quaresma (Obra Católica das Migrações); e Jorge Pinheiro (historiador, cristão protestante).

Esta iniciativa contará também com Eugénia Magalhães (teóloga católica, presidente do IEAC-GO/Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização); Joaquim Franco; Paulo Mendes Pinto e José Brissos-Lino.

JCP

Partilhar:
Share