Padre Diamantino Duarte faz reflexão sobre «Discípulos Missionários»

Évora, 05 out 2018 (Ecclesia) – O padre Diamantino Duarte defendeu, esta manhã, no Dia da Igreja da Arquidiocese de Évora que a igreja deve “sair de si própria” e ir ao encontro das pessoas.

Este sacerdote da Diocese de Lamego fez uma reflexão sobre «Discípulos Missionários» onde sublinhou que “a igreja precisa de sair de si própria e de ir ao encontro daqueles que são igreja mas não estão dentro das nossas igrejas”, disse ao Jornal «A Defesa» e à Agência ECCLESIA.

“É isso que faz falta no tempo de hoje para sermos a verdadeira igreja que Cristo idealizou”, acrescentou.

Esta atitude deve ser feita “sem medo, sem reservas e sem preconceitos”, disse.

Na sua reflexão, o padre Diamantino Duarte frisou que existem “muitas pessoas” que precisam “que a Igreja os acolha”.

Apesar do interior do país estar “marcado pela desertificação e pelo envelhecimento populacional”, este padre de Lamego reconhece que esta “realidade é muito desafiadora”.

Mesmo sendo uma população “maioritariamente idosa ainda há muito para lhes oferecer e eles têm muito para dar”, referiu.

O Pavilhão dos Salesianos, na cidade de Évora acolhe esta assembleia diocesana que marca o arranque do ano pastoral 2018-2019.

O Dia da Igreja da Diocese de Évora está a ser celebrado esta sexta-feira e é presidido pela primeira vez por D. Francisco Senra Coelho que tomou posse como bispo daquela arquidiocese em setembro último.

LFS

Partilhar:
Share