Peregrinos dos cinco continentes encheram Santuário «tão grande quanto o mundo», disse D. António Marto

Fátima, 13 mai 2018 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, sublinhou hoje a força de atração do Santuário da Cova da Iria, “tão grande quanto o mundo”, enviando um “abraço” a todo o povo da China.

A peregrinação internacional aniversária foi presidida, pela primeira vez, por um prelado chinês, o cardeal John Tong, antigo responsável pela Diocese de Hong Kong.

“Peço-lhe que leve daqui, de Fátima e destes peregrinos, um abraço para todo o povo da China, um abraço tão grande como daqui, Fátima, até Hong Kong”, disse D. António Marto, no final da Missa conclusiva da peregrinação internacional do 13 de maio.

O responsável pela diocese explicou aos cerca de 300 mil peregrinos que a celebração decorreu com uma atenção particular aos “irmãos católicos chineses”.

“Quero agradecer de todo o coração ao senhor cardeal a sua vinda até nós, de tão longe”, observou D. António Marto, que saudou o “testemunho da firmeza da fé dos católicos chineses”.

O bispo de Leiria-Fátima cumprimentou a “multidão imensa” que encheu “completamente” o recinto, elogiando “silêncio impressionante” e o “testemunho de fé” dos peregrinos dos cinco continentes.

Recuando até maio de 2017, D. António Marto recordou a visita do Papa e a canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto.

“A presença do Papa Francisco está ainda viva”, declarou.

O bispo de Leiria-Fátima leu a mensagem publicada pelo Papa no Twitter, neste 13 de maio.

A Procissão do Adeus, com milhares de pessoas a acenar lenços brancos, encerrou as celebrações religiosas no primeiro 13 de maio após o Centenário das Aparições, com o tema “Tempo de graça e misericórdia: dar graças pelo dom de Fátima”.

Inscreveram-se para esta peregrinação, a primeira do pós-centenário, 148 grupos organizados de 26 países, num total de 9000 peregrinos, provenientes de todos os continentes; da Ásia estão inscritos cerca de 350 peregrinos, organizados em 10 grupos.

Os peregrinos a pé que chegaram à Cova da Iria foram mais de 37 mil; os parques de estacionamento registaram uma ocupação total, desde a noite de sábado.

As celebrações oficiais do 13 de maio vão ser encerradas com um recital de ação de graças, com o tenor italiano Andrea Bocelli, na Basílica da Santíssima Trindade, com lotação esgotada, a partir das 16h00.

OC

Partilhar:
Share