Peregrinos partilham fé e esperança, dores e alegrias

Fátima, 12 mai 2018 (Ecclesia) – O Movimento Mensagem de Fátima atualizou que o número de peregrinos a pé é superior a 37 mil e a moldura humana no recinto de oração do santuário mariano fala em encontro, esperança e fé.

“Cada dia que passa a dificuldade de chegar a Maria é cada vez maior, as dores vão sendo cada vez maiores, as bolhinhas vão aparecendo mas o coração cada vez está mais ardente e ontem cheguei aqui e já me esqueci das bolhas que tenho nos pés”, explicou Maria José Serrano para quem “é maravilhoso, não tem comparação”.

Em declarações à Agência ECCLESIA, a peregrina considera que “a pé o sacrifício une mais a Deus” e a peregrinação desde Santa Eulália, perto de Elvas, começou no domingo passado, dia 6 de maio .

“Ter fé é muito mais difícil do que isto, mas é uma grande vontade, é o persistir, chegar até Nossa Senhora porque o sacrifício une a Deus e, nesse sentido, acho que devo fazer esta peregrinação não para pedir alguma coisa, para alcançar alguma coisa mas para louvar e bem-dizer o Senhor e sentir-me cada vez mais unida a Deus”, desenvolveu.

Maria José Serrano, de Santa Eulália, na Arquidiocese de Évora, encontra no Santuário de Fátima “uma paz muito inexplicável, uma paz, uma tranquilidade”.

O Santuário de Fátima espera hoje uma enchente para a primeira peregrinação internacional após o Centenário das Aparições (1917-2017), com presidência do cardeal John Tong, arcebispo emérito de Hong Kong.

“Primeiro é sempre um agradecer, devemos ser agradecidos à vida porque é um dom. E à nossa família e depois pedir também sempre pelos doentes, pelos que mais sofrem e também por nós, claro. Mais pelos outros sempre e de agradecimento principalmente”, disse por sua vez Joana Abreu.

A jovem cantora de 26 anos é de Cascais, Patriarcado de Lisboa, e adianta que nos últimos dois anos não foi possível acompanhar a peregrinação a pé da família, cerca de 35 pessoas, mas vem na mesma ao Santuário de Fátima.

“É sempre muito especial vir aqui pela história de Fátima, dos pastorinhos e é sempre muito reconfortante parece que saímos com as energias revitalizadas. É muito bom”, contou esta tarde.

Da Diocese vizinha de Setúbal um grupo da Quinta do Anjo segue em fila indiana pelo recinto de oração, o organizador revela que a peregrinação a pé é feita “por etapas, especialmente aos domingos”.

A mãe de Carlos Pontes tem 93 anos de idade e está “praticamente acamada”, por isso, não pode vir de seguida; Desde 2012 tem um “grupo fabuloso” e considera que de ano para ano “está tudo muito mais motivado e muita gente jovem”.

“As pessoas têm de acreditar em alguma coisa, e por experiência de grupo, há pessoas que já caminharam comigo, vir por vir, e quando chegam aqui dizem logo ‘para o ano eu venho’, há qualquer coisa mística”, desenvolve Carlos Pontes.

Licínio Silva e Carina Veludo são amigos de infância e peregrinam há cerca de seis anos; Chegaram ao santuário cerca de duas horas antes de começar a Peregrinação Internacional de 12 e 13 de maio, de Montargil, na Arquidiocese de Évora, depois de três dias de caminho.

“Uma razão de fé, um grupo de amigos que nos juntamos” , adiantou Carina Veludo que no seu caso mais especifico, este ano traz na lembrança alguém doente.

“Uma esperança, uma vontade de amanhã o dia poder ser melhor, apesar de haver certos problemas que sabemos que não têm cura, não há solução mas aqui podemos levar algum conforto e paz para os próximos tempos”, referiu.

Licínio Silva é um dos companheiros de peregrinação e recorda o “espírito de fé, de amizade, de entreajuda, entre o grupo”, onde a quem precisa de ajuda vão “dar-lhe força para conseguir chegar até aqui”.

“Esta moldura humana é tudo uma família, toda a gente está aquilo por alguma razão, toda a gente leva aquela esperança de um dia mais tarde: ‘Ok, foi aquele esforço, foi aquela dedicação mas conseguimos, boa, e acreditar nessa fé”, acrescentou.

À Sala de Imprensa do Santuário, o assistente nacional do MMF atualizou hoje que o número de peregrinos a pé para mais de 37 mil, mais 2000 que o número apresentado na quinta-feira.

CB/PR

Partilhar:
Share