Bispo emérito de Santarém presidiu à Peregrinação Aniversária de Junho ao Santuário de Fátima

Foto Santuário de Fátima, D. Manuel Pelino, presidente da Peregrinação Internacional Aniversário ao Santuário de Fátima

Fátima 13 jun 2018 (Ecclesia) – O bispo emérito de Santarém presidiu à Peregrinação Internacional Aniversária de Junho ao Santuário de Fátima e afirmou na homilia da Missa de hoje que os crentes “não estão sós e desamparados”.

“Quando a fé é vivida como encontro e união com Cristo, os crentes descobrem que não estão sós e desamparados, apoiam a sua vida no amor de Deus, encontram incentivo para amar, razão para confiar incentivo para construir o Reino de Deus”, afirmou D. Manuel Pelino no Santuário de Fátima.

Já na Missa da vigília, na última noite, o bispo emérito de Santarém sublinhou a necessidade de uma “conversão pastoral urgente”, atenta sobretudo aos que estão fora da Igreja.

“Devemos ser ousados e criativos nas tarefas de pensar, os objetivos, as posturas e os métodos evangelizadores” pois “torna-se urgente a conversão pastoral” disse D. Manuel Pelino, durante a homilia da celebração, divulgada pela sala de imprensa do Santuário de Fátima.

No início da peregrinação, esta terça-feira, o bispo de Leiria-Fátima saudou o acordo alcançado entre os EUA e a Coreia do Norte, convidando os participantes na Peregrinação Internacional Aniversária de Junho, na Cova da Iria, a rezar pela paz.

“Confiemos a Paz no mundo a Nossa Senhora, em especial na Síria onde perdura uma guerra devastadora há oito anos, e demos graças a Nossa Senhora pelo acordo alcançado hoje entre a Coreia e os Estados Unidos” disse D. António Marto.

A Peregrinação Internacional Aniversária de Junho tem como tema ‘Tempo de graça e misericórdia: dar graças pelo dom de Fátima’.

OC/PR

Partilhar:
Share