Bispo diocesano fala em presença «muito significativa» para o Santuário

Fátima, 12 mai 2018 (Ecclesia) – O cardeal John Tong, bispo emérito de Hong Kong, tornou-se hoje o primeiro responsável católico chinês a presidir a uma peregrinação internacional aniversária em Fátima.

As celebrações começaram esta tarde, na Capelinha das Aparições, perante milhares de pessoas que têm acorrido à Cova da Iria a pé (mais de 37 mil pessoas) ou de carro (todos os parques de estacionamento encontram-se lotados).

O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, saudou os peregrinos e agradeceu a presença do cardeal John Tong, que considerou uma “graça e uma honra”.

Para o responsável, esta é uma “presença muito significativa e particularmente grata”, que homenageia os católicos de Hong Kong, da China continental, de Macau e Taiwan.

“Na sua pessoa, está representado todo o continente da Ásia”, de onde têm vindo muitos peregrinos, em especial no Centenário das Aparições, disse ainda D. António Marto ao presidente da celebração.

O bispo de Leiria-Fátima convidou todos a rezar o terço pela paz, em especial pelo povo da Síria, “martirizado pela guerra que já fez milhões de mortos, entre as quais 27 mil crianças”.

O cardeal Tong dirigiu-se depois aos peregrinos, em inglês, apresentando-se como “representante de todos os católicos chineses de Hong Kong, da China Continental, de Taiwan e de outros lugares”.

O responsável chinês alertou para a ilusão de confiar exclusivamente no “progresso económico e técnico, com múltiplas facilidades de comunicação e de bem-estar”.

“O nosso mundo continua a sofrer desigualdades, angústias, conflitos e pecados”, advertiu.

O bispo emérito de Hong Kong alertou para as “divisões e incompreensões internas” na Igreja Católica e para “ataques e opressões externas” contra os seus fiéis.

“Para além disso, tem de enfrentar novos desafios levantados pelas novas exigências da sociedade humana”, acrescentou.

O presidente da celebração despediu-se com uma evocação da mensagem deixada pelo Papa Francisco em Fátima, há um ano: “Temos Mãe e uma Mãe amorosa; unidos a Ela como filhos devotos, seguimo-la firmemente comprometidos”.

A peregrinação internacional de maio prossegue às 21h30, com a Recitação do Rosário e a Procissão das Velas; uma hora depois, começa a Missa internacional, no Recinto de Oração.

OC

Partilhar:
Share