Papa emérito rejeita «preconceito» na leitura da figura do seu sucessor, do ponto de vista teológico

 

Cidade do Vaticano, 13 mar 2018 (Ecclesia) – O Papa emérito Bento XVI escreveu ao prefeito da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, monsenhor Dario Edoardo Viganò, sublinhando a “continuidade interior” com o pontificado do Papa Francisco.

A carta foi escrita por ocasião da apresentação da coletânea “A Teologia do Papa Francisco”, da Livraria Editora Vaticana (LEV), nesta segunda-feira, em conferência de imprensa.

“Aplaudo esta iniciativa que se opõe e reage ao preconceito tolo segundo o qual o Papa Francisco seria apenas um homem prático, desprovido de uma particular formação teológica ou filosófica, enquanto eu seria unicamente um teórico da teologia que teria pouco entendido a vida concreta de um cristão hoje”, escreve Bento XVI.

O Papa emérito agradece por ter recebido de presente os onze livros escritos por teólogos de vários países, que formam a coletânea editada pelo presidente da Associação Teológica Italiana, padre Roberto Repole.

“Os pequenos volumes mostram com razão que o Papa Francisco é um homem de profunda formação filosófica e teológica e ajudam a ver a continuidade interior entre os dois pontificados, não obstante todas as diferenças de estilo e temperamento”, acrescenta Bento XVI.

Até agora, foram assinados acordos para a distribuição da coletânea em inglês, espanhol, francês, português, polaco e romeno.

Francisco foi eleito como sucessor de Bento XVI a 13 de março de 2013.

“Desde de sua primeira apresentação pública na Praça São Pedro, na noite de sua eleição, ficou claro que o pontificado de Francisco se apresentava com uma novidade de estilo”, refere uma nota publicada no portal de notícias do Vaticano.

OC

Partilhar:
Share