Foto: Diocese da Guarda

Guarda, 16 mai 2018 (Ecclesia) – O bispo da Guarda nomeou a comissão organizadora da ordenação Episcopal do próximo bispo da Diocese Viseu, D. António Luciano, celebração que se vai realizar a partir da, de 17 de junho, na Sé.

Na nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, a Diocese da Guarda informa que o seu vigário geral, o padre Manuel Matos, vai presidir à referida comissão organizadora que tem como responsabilidade “cuidar da logística necessária para a celebração litúrgica”.

Fazem parte da missão da comissão ter em atenção os espaços da Sé, incluindo som e imagem, a utilização da via pública na procissão de entrada da Misericórdia para igreja, prever lugares de estacionamento e fazer os contactos necessários com as autoridades locais.

A oferta das insígnias episcopais e o jantar de confraternização também são encargos do grupo de trabalho escolhido pelo bispo da Guarda

A Diocese da Guarda informa que o báculo de D. António Luciano vai ser oferecido pelos padres da diocese, o anel episcopal pela sua paróquia de origem, Sandomil, em Seia, enquanto a cruz peitoral por pessoas ligadas à Unidade Local de Saúde da Guarda e a Mitra e outras vestes litúrgicas por pessoas da Universidade da Beira Interior.

Para além do vigário geral da Guarda, D. Manuel Felício escolheu também para a comissão os padres Carlos Lages, Carlos Dionísio de Sousa e Serafim Reis e os leigos Reis Pereira, Claudina e Ester e José Rosa.

A celebração da ordenação episcopal, às 16h00, do dia 17 de junho, está a ser preparada pelo Secretariado Diocesano de Liturgia.

Já o início da atividade pastoral de D. António Luciano, como bispo de Viseu, vai acontecer a 22 de julho.

O cónego que era vigário episcopal para o Clero da Guarda foi nomeado pelo Papa Francisco a 3 de maio, e vai suceder a D. Ilídio Leandro, de 67 anos, que renunciou por motivos de saúde.

O novo bispo português nasceu a 26 de março de 1952, em Corgas, freguesia e paróquia de Sandomil (Seia), Distrito e Diocese da Guarda.

D. António Luciano dos Santos Costa trabalhou como enfermeiro nos Hospitais da Universidade de Coimbra; depois de cumprir o serviço militar em Moçambique, retomou funções nos Hospitais da Universidade de Coimbra, completando a formação em Enfermagem.

Iniciou o percurso para a formação sacerdotal no ISET (Coimbra), aos 28 anos de idade, prosseguindo os estudos no Seminário da Guarda; foi ordenado diácono a 8 de dezembro de 1984 e padre a 29 de junho de 1985, na Catedral da Guarda.

CB

Partilhar:
Share