Apresentação do livro «O Cardeal que sorri», celebração e festa fazem parte do programa

D. José Saraiva Martins com o bispo da Guarda (esq) e o bispo de Viseu (dta)

Guarda, 15 ago 2018 (Ecclesia) – O cardeal português D. José Saraiva Martins vai assinalar hoje os 30 anos da sua ordenação episcopal numa celebração na Sé da Guarda, a diocese onde nasceu.

D. José Saraiva Martins, de 86 anos de idade, já comemorou os 30 anos da sua ordenação episcopal, que aconteceu a 2 de julho de 1988, e agora vai celebrar essa data na sua diocese, no dia 15 de agosto.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, a Diocese da Guarda informa que do programa festivo e celebrativo conta a apresentação de um livro do prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos da Santa Sé (1998-2008) e a celebração da Eucaristia na Sé às 18h00, seguindo-se um jantar comemorativo, no seminário.

‘Quando a Igreja Sorri – Biografia actualizada do Cardeal José Saraiva Martins’ é o livro que vai ser apresentado pelo bispo de Aveiro, D. António Moiteiro, oriundo do presbitério da Guarda e conta com a presença bispo da Guarda, D. Manuel Felício, às 16h30, na Sé.

D. José Saraiva Martins é natural de Gagos do Jarmelo (Guarda), onde nasceu em 6 de janeiro de 1932.

O cardeal português foi nomeado arcebispo titular e secretário da Congregação para a Educação Católica, pelo Papa São João Paulo II, a 26 de maio de 1988.

Passados 10 anos, o pontífice polaco nomeou D. José Saraiva Martins prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, a 30 de maio de 1998 e foi criado cardeal no Consistório de 21 de fevereiro de 2001, com o título de cardeal-diácono de Nostra Signora del Sacro Cuore.

O agora Papa emérito Bento XVI confirmou-o a 21 de abril de 2005, e o cardeal resignou a 9 de julho de 2008.

No ano seguinte, o Papa alemão nomeou D. José Saraiva Martins cardeal-bispo da Igreja Católica, com o título de cardeal-bispo de Palestrina, a 24 de fevereiro de 2009.

Em 2016, por exemplo, o Papa Francisco nomeou o cardeal português seu “Enviado Especial” ao 24.º Congresso Mariológico Mariano Internacional, que se realizou em Fátima.

Depois de terminar os estudos liceais, D. José Saraiva Martins partiu para Roma e aí reside desde os 17 anos de idade, tendo feito doutoramentos em Teologia na Universidade de São Tomás e de Filosofia na Universidade Pontifícia Urbaniana, como membro da Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria, na qual foi ordenado padre a 16 de março de 1957, em Roma.

De 1977 a 1983 foi reitor da Universidade Urbaniana, cargo que voltaria a desempenhar entre 1986 e 1988.

CB

Partilhar:
Share