Alfredo Teixeira

Lisboa apresenta-se como uma das regiões onde o peso relativo dos católicos é menor. Coordenador do estudo, Alfredo Teixeira, faz aqui uma análise das principais conclusões.

Alfredo Teixeira (coord.) Helena Vilaça, Jorge Botelho Moniz, José Pereira Coutinho, Margarida Franca, Steffen Dix

– Segundo o estudo Identidades Religiosas na Área Metropolitana de Lisboa (CITER 2018)[1], um pouco mais de metade da população desta região declara-se católica (54,9%). Esta região apresenta-se, assim, como uma das regiões onde o peso relativo dos católicos é menor. Em contrapartida, o número de indivíduos que declara não pertencer a nenhuma religião é cada vez mais significativo, situando-se em quase 35%. Dentro deste grupo, o peso dos não crentes aproxima-se dos 22% e o grupo dos crentes sem religião ultrapassa ligeiramente os 13%, confirmando a sua tendência de afirmação. O conjunto dos crentes fora do universo católico ascende aos 9,2%, número que mostra alguma estabilidade relativamente aos dados anteriores. É então possível afirmar que, nesta região, se verifica uma diminuição da maioria histórica dos católicos, a progressão dos sem religião e a estabilização, em termos gerais, do conjunto das chamadas minorias religiosas.

CONTINUAR A LER

Partilhar:
Share