Episcopado enviou uma carta a Francisco no início do Simpósio do Clero

Fátima, 03 set 2018 (Ecclesia) – Os bispos de Portugal enviaram uma carta ao Papa a agradecer a determinação na condenação do “drama do abuso de menores por parte de membros responsáveis da Igreja”, comprometendo-se também a “erradicar as causas” dessa “chaga”.

“Os Bispos de Portugal reunidos em Fátima, no Simpósio Nacional do Clero, que tem como tema ‘O Padre, Ministro e Testemunha da alegria do Evangelho’, aproveitam esta ocasião para, antes de mais, agradecer a Sua Santidade a oportuna e corajosa Carta ao Povo de Deus, sobre o drama do abuso de menores por parte de membros responsáveis da Igreja”, refere o documento.

“Também nós partilhamos o sofrimento do Santo Padre e de toda a Igreja e propomo-nos seguir as orientações para erradicar as causas desta chaga. Empenhar-nos-emos em incrementar uma cultura de prevenção e proteção dos menores e vulneráveis em todas as nossas comunidades”, acrescenta o episcopado português.

Diante de “tentativas de pôr em causa a credibilidade do Seu ministério”, os bispos de Portugal manifestam a “fraternal proximidade e o total apoio” a Francisco, a “plena comunhão” com a missão de “Pastor universal” do Papa e a “completa adesão ao Seu magistério”.

“Neste Santuário de Nossa Senhora de Fátima, onde todos os dias se reza pelo Santo Padre, pedimos a intercessão da Mãe da Igreja para que Deus fortaleça Vossa Santidade na incansável missão de animar, orientar e renovar a Igreja com a “alegria do Evangelho”, conclui a carta que o episcopado português enviou ao Papa.

A carta dos bispos de Portugal ao Papa foi lida no Simpósio do Clero por D. António Augusto, presidente da Comissão Episcopal Vocações e Ministério, e saudada com aplausos dos participantes.

PR

Carta_Bispos_Portugal_Papa_Francisco

Partilhar:
Share