Episcopado destaca «elevadas responsabilidades» assumidas pelo socialista Pedro Sánchez

Cidade do Vaticano, 05 jun 2018 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Espanhola manifestou a sua disponibilidade “em colaborar” com o novo primeiro-ministro espanhol, o socialista Pedro Sánchez, numa mensagem com votos de felicitações.

“O bem comum, a unidade, a prosperidade e a coesão social em nosso país, a paz, a justiça, a liberdade e o bem comum de todos os cidadãos”, são algumas das “elevadas responsabilidades” do novo chefe de Estado, escreveu o presidente da Conferência Episcopal Espanhola na sua mensagem.

Em nome de todos os bispos católicos, o cardeal Ricardo Blázquez, arcebispo de Valladolid, manifestou disponibilidade “em colaborar sinceramente com as legítimas autoridades do Estado a fim de servir melhor o bem comum”.

O socialista Pedro Sánchez, secretário-geral do PSOE, foi eleito pelos deputados no Parlamento Espanhol a 1 de junho, após a moção de censura que levou à demissão de Mariano Rajoy.

O PSOE com 84 dos 350 deputados do Parlamento conseguiu os votos do Podemos, dos separatistas catalães e do Partido Nacionalista Basco.

O novo primeiro-ministro jurou sobre a Constituição, no dia seguinte, diante do Rei Felipe VI, mas o juramento não teve Bíblia nem crucifixo; Pedro Sánchez é formado em economia e deputado por Madrid.

“Asseguramos a oração para que Deus lhe conceda a sua luz e a sua força para responder às altas responsabilidades que lhe foram confiadas pelo povo espanhol”, lê-se também na mensagem divulgada no sítio online da Conferência Episcopal Espanhola, esta segunda-feira.

CB

Partilhar:
Share