Ordenação episcopal marcada para 25 de novembro, no Mosteiro dos Jerónimos

Foto Patriarcado de Lisboa, D. Daniel Henriques

Lisboa, 13 out 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco nomeou hoje o cónego Daniel Batalha Henriques para bispo auxiliar de Lisboa, informou a Nunciatura Apostólica em comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

Com 52 anos, D. Daniel Henriques considera que é “um privilégio” ser bispo na diocese onde cresceu e onde foi sacerdote, desde 1990.

“Acho que é uma graça e um privilégio que, sendo bispo, o seja em todo este contexto”, afirma o novo bispo auxiliar de Lisboa numa mensagem vídeo.

“É uma diocese que muito amo, é a minha diocese, aqui cresci para a fé, aqui encontrei os sinais vocacionais, fui acompanhado pelos sacerdotes desta diocese, servi esta diocese como padre da Equipa Formadora do Seminário de Almada, como pároco, com os colegas da vigararia, com o povo de Deus”, acrescenta o vídeo divulgado pelo Patriarcado de Lisboa.

D. Daniel Henriques considera uma “graça muito grande” ser bispo em “comunhão profunda” com o cardeal-patriarca de Lisboa e os bispos auxiliares do Patriarcado e manifesta-se disponível para “as missões que a Igreja diocesana for colocando”.

Foto Patriarcado de Lisboa

“A nossa diocese encontra-se em plena aplicação prática e pastoral do nosso sínodo diocesano, encontramo-nos em plena ano missionário:  são desafios muito grandes que Deus nos faz e faz à Igreja de Lisboa e quero abraça-los no meu ministério e poder ajudar”, acrescenta.

Natural de Ribamar, no Concelho de Mafra, Daniel Batalha Henriques nasceu em 1966, foi ordenado diácono em 1989 e padre no dia 1 de julho de 1990, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa

A colaboração na Equipa Sacerdotal do Seminário Patriarcal de São Paulo, em Almada, foi um dos primeiros trabalhos pedidos ao padre Daniel Batalha, que integrou também o Conselho presbiteral desde a década de 90, primeiro em representação dos padres novos, depois do setor dos seminários e vocações e atualmente do Cabido da Sé de Lisboa.

Em 1997 inicia funções como pároco na região de Loures, em 2005 foi nomeado para a paróquia de Algés e depois, em 2010, para a de Cruz Quebrada, até iniciar o trabalho em Torres Vedras, em 2016.  

No Patriarcado de Lisboa, o padre Daniel Batalha foi também diretor espiritual do Seminário de Cristo Rei dos Olivais, responsável pelo Serviço de Animação Missionária e, desde abril de 2011, é membro do Cabido da Sé Metroplitana Patriarcal de Lisboa.

Até agora pároco de Torres Vedras e Matacães, o D. Daniel Henriques foi nomeado com bispo com o título símbólico de ‘Acquae Tibilitane’ (antiga diocese no território da atual Argélia); a ordenação episcopal vai decorrer no dia 25 de novembro, no Mosteiro dos Jerónimos.

PR

Partilhar:
Share