Viagem decorre de 23 a 27 de janeiro

Cidade do Vaticano, 09 jul 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco vai visitar o Panamá, de 23 a 27 de janeiro de 2019, para presidir à edição internacional da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), anunciou hoje o Vaticano.

“Por ocasião da próxima Jornada Mundial da Juventude, que se vai celebrar na Cidade do Panamá, e aceitando o convite do governo e dos bispos panamenses, Sua Santidade o Papa Francisco vai visitar o Panamá de 23 a 27 de janeiro de 2019”, informou em comunicado o diretor da sala de imprensa da Santa Sé, Greg Burke.

A 11 de fevereiro deste ano, Francisco inscreveu-se na JMJ 2019, com a ajuda de um tablet, num gesto acompanhado por dois jovens, na janela do apartamento pontifício do Vaticano.

O Papa convidou os jovens do mundo a “viver com fé e entusiasmo” este acontecimento de “graça e fraternidade”, tanto no Panamá como nas suas próprias comunidades.

O encontro mundial de jovens vai realizar-se entre 22 e 27 de janeiro de 2019, na Cidade do Panamá, e decorre pela primeira vez na América Central.

O tema da 34.ª JMJ – ‘Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1,38) – escolhido pelo Papa Francisco.

Para preparar a Jornada Mundial da Juventude no Panamá, o pontífice propôs reflexões anuais sobre a figura da Virgem Maria e a organização local também já divulgou o logotipo da JMJ.

O Panamá é o país com maior percentagem de católicos na América Central: os cerca de 2,6 milhões de batizados representam 80% da população; a Igreja Católica está organizada, territorialmente, nesta nação, em oito dioceses.

As JMJ nasceram por iniciativa de João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Este é um acontecimento religioso e cultural que reúne jovens de todo o mundo durante uma semana.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível diocesano no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos numa grande cidade: em 1987, Buenos Aires (Argentina); em 1989, Santiago de Compostela (Espanha); em 1991, Czestochowa (Polónia); em 1993 em Denver (EUA); em 1995, Manila (Filipinas); em 1997, Paris (França); em 2000, Roma (Itália); em 2002, Toronto (Canadá); em 2005, Colónia (Alemanha); em 2008, Sidney (Austrália); em 2011, Madrid (Espanha); Rio de Janeiro (Brasil), em 2013; e Cracóvia (Polónia), em 2016.

As duas últimas edições internacionais foram presididas pelo Papa Francisco.

OC

Partilhar:
Share