Fundação Fé e Cooperação divulgou resultados da sua mais recente campanha solidária

Lisboa, 01 fev 2018 (Ecclesia) – A Fundação Fé e Cooperação (FEC) recolheu 2210 “presentes solidários” para projetos a favor de 10 comunidades carenciadas em vários países lusófonos e no Iraque, informou hoje a instituição católica.

“Ao todo registámos 432 encomendas de presentes solidários, que têm como mote ‘dar a duplicar’. Oferecer um Presente Solidário é oferecer uma oportunidade de participar na construção de mundo mais justo e solidário”, realça a FEC.

De acordo com o catálogo da campanha deste ano, era possível “oferecer livros para biblioteca no Brasil, lençóis e toalhas para São Tomé e Príncipe, cimento e tijolos para o Iraque”, entre outras ofertas, sendo que os 13 presentes à escolha tinham um custo entre 7 e 340 euros.

A Fundação católica, uma organização não-governamental de apoio à cooperação e desenvolvimento, destaca uma iniciativa que “aproxima povos e culturas” e ajuda a minorar as dificuldades de inúmeras pessoas no mundo.

Uma das orientações da iniciativa deste ano era o apoio aos muitos refugiados que tiveram de deixar os seus países por causa de situações de guerra ou de perseguição.

“Oferecer um conjunto de cimento e tijolos a uma família yazidi que regressa agora à sua casa destruída pela guerra, compromete-nos com o futuro destas pessoas que até agora estavam deslocadas”, pode ler-se.

Desde 2006, a campanha ‘Presentes Solidários’ já conseguiu angariar mais de 30 mil bens e serviços destinados a comunidades carenciadas de Angola, Brasil, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste, São Tomé e Príncipe, Iraque e Sudão do Sul.

Para assegurar os participantes “que o seu donativo chega efetivamente às comunidades desfavorecidas apoiadas por esta iniciativa”, a FEC desenvolve todos os esforços para que a “compra e entrega dos presentes seja o mais célere possível e possa sempre ser testemunhado com fotos, vídeos ou testemunhos escritos que atestam o agradecimento profundo destas comunidades”.

Todo este processo poderá ser acompanhado “ao longo dos próximos meses”, na página online da campanha e também através das redes sociais.

A FEC foi fundada há 26 anos pela Conferência Episcopal Portuguesa, pela Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) e Federação nacional dos Institutos Religiosos (FNIS).

JCP

Partilhar:
Share