Marcelo Rebelo de Sousa destaca importância da missão do novo bibliotecário e arquivista da Santa Sé

Foto: Arlindo Homem

Lisboa, 28 jul 2018 (Ecclesia) – O presidente da República Portuguesa participou hoje na ordenação episcopal de D. José Tolentino Mendonça, que apresentou aos jornalistas como uma “personalidade excecional” e “uma das grandes figuras da Cultura” nacional.

“O Papa Francisco quis ter esta personalidade junto dele”, assinalou o chefe de Estado, à saída do Mosteiro dos Jerónimos, onde decorreu a celebração.

Rebelo de Sousa valorizou a escolha de D. José Tolentino Mendonça como bibliotecário e arquivista da Santa Sé, no quadro das relações entre Portugal e a Santa Sé, considerando que esta vai ser uma presença “muito importante”, junto do Papa, “numa responsabilidade fundamental”.

“Não é difícil augurar-lhe um futuro muito significativo na própria Cúria Romana”, acrescentou.

O presidente português disse ter querido prestar homenagem a um “amigo, de há muitas décadas”, que vê como um “grande pensador” que sabe estar “junto das pessoas”, pelo que considerou que esta foi uma celebração “muito especial”.

“Estamos muito felizes”, concluiu.

Também o Governo Regional da Madeira manifestou hoje a sua satisfação pela ordenação episcopal do sacerdote madeirense.

“Ao Arcebispo Dom Tolentino Mendonça, ao grande humanista e homem da Igreja, o Governo Regional endereça os mais sinceros parabéns, manifestando a sua convicção de que a nova Missão será, na linha do que nos habituou, bem conseguida”, refere um comunicado do Gabinete da Presidência regional.

O padre madeirense foi nomeado, no passado dia 26 de junho, pelo Papa Francisco, para o cargo de arquivista e bibliotecário “da Santa Igreja Romana”, missão para o qual lhe foi atribuída a dignidade de arcebispo, com o título simbólico de Suava, antiga diocese do norte de África.

O início de funções está marcado para o dia 1 de setembro.

D. José Tolentino Mendonça nasceu em Machico (Arquipélago da Madeira) em 1965 e foi ordenado padre em 1990; é doutorado em Teologia Bíblica.

O biblista, investigador, poeta e ensaísta foi condecorado com o grau de Comendador da Ordem de Sant’lago da Espada por Aníbal Cavaco Silva, presidente da República, em 2015.

OC

Partilhar:
Share