Primeiro «Hackathon» no Vaticano distinguiu aplicações para coordenar voluntariado e ajudar refugiados

Si conclude VHacks: premiate le app solidali del futuro

Tra i progetti presentati al primo Hackathon del Vaticano, app per coordinare il volontariato, aiutare i migranti a contattare le loro famiglie e a condividere la solidarietà

Vatican News 发布于 2018年3月10日

Cidade do Vaticano, 12 mar 2018 (Ecclesia) – A Santa Sé distingui um conjunto de “apps” solidárias no final do primeiro ‘Vatican Hackathon’ (VHack), com jovens talentos, que apresentaram soluções tecnológicas para problemas atuais da sociedade.

O ‘VHack’ envolveu criadores de software, programadores, gráficos e gerentes de projetos de todo o mundo.

Os estudantes premiados eram provenientes da Universidade de Calgary, no Canadá, e da Georgetown University, de Washington DC.

“Entre as propostas apresentadas estava uma aplicação que ajuda os médicos a conhecer o quadro diagnóstico dos refugiados por meio de uma base de dados partilhados; uma aplicação para colocar em rede eventos ligados ao voluntariado; e uma viagem virtual entre as religiões do mundo”, adianta hoje o portal de notícias do Vaticano.

Monsenhor Lucio Adrian Ruiz, secretário da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, disse esperar que este seja “o primeiro dos Hackathon realizados pelo Vaticano e que possa haver um a cada ano”.

“Agora tem início o desafio para os vencedores, ou seja, transformar os projetos em realidade”, acrescentou.

Este domingo, o Papa dirigiu uma saudação aos jovens universitários que participaram no VHack.

“Queridos jovens, é bonito colocar a inteligência que Deus nos dá ao serviço da verdade e dos mais necessitados”, declarou.

OC

Partilhar:
Share