Cáritas está no terreno para distribuir ajuda de emergência

Cidade do Vaticano, 08 ago 2018 (Ecclesia) – A Cáritas da Indonésia enviou uma equipa para a ilha de Lomok, onde se encontra a distribuir ajuda de emergência à população atingida pelos terramotos das últimas semanas.

O número de mortos no sismo de domingo em Lombok, no sul da Indonésia, subiu para 131, segundo as autoridades locais, segundo as quais dezenas de milhares de pessoas fugiram das suas casas.

Nesta primeira fase, a Cáritas está a distribuir kits com produtos de higiene e a desenvolver os primeiros projetos para a reconstrução.

Yohanes Baskoro, da Caritas Indonésia, explica ao ‘Vatican News’ que os voluntários da organização católica distribuem os kits higiénicos em 188 casas nas aldeias das áreas mais atingidas e levam os feridos aos hospitais mais próximos.

“Não temos dificuldade em fornecer ajuda humanitária: nunca usamos o nome da Igreja e levamos a nossa ajuda não somente aos católicos, mas a todas as comunidades atingidas pelo terramoto, independentemente da sua pertença religiosa ou étnica”, precisa.

A entrega dos kits deve decorrer até à segunda semana de agosto, seguindo-se o trabalho de avaliação dos prejuízos.

Mais de 70 mil pessoas ficaram desalojadas na sequência do sismo que atingiu a ilha indonésia de Lombok.

O sismo de magnitude 7, com o epicentro a dez mil metros de profundidade, ocorreu uma semana após um outro abalo, também na ilha turística de Lombok, que provocou 17 mortos e mais de 300 feridos.

Estas segunda-feira, o Papa manifestou “grande tristeza” por estas mortes.

“Tendo tido conhecimento, com grande tristeza, da trágica perda de vidas e da destruição de propriedades causada pelos terremotos na Indonésia, Sua Santidade o Papa Francisco expressa a sua sincera solidariedade com todos os afetados por esta tragédia”, refere a mensagem de condolências enviada às autoridades civis e eclesiais, através do secretário de Estado do Vaticano.

OC

Partilhar:
Share