Grande parte das 21 vítimas mortais são crianças que participavam numa visita de estudo

Foto: Reuters / Muhammad Hamed

Cidade do Vaticano, 27 out 2018 (Ecclesia) – O Papa manifestou hoje a sua “profunda consternação” pela situação dramática que está a tocar a Jordânia, onde o mau tempo e as inundações já provocaram pelo menos 21 mortos e 35 feridos.

Num comunicado publicado pela sala de imprensa da Santa Sé, Francisco lamenta a “trágica perda de vida humanas”, provocada pelas chuvas torrenciais naquela região do globo, e expressa “sentida solidariedade a todos os que foram atingidos por este desastre natural”.

O Papa argentino mostra-se particularmente abalado com a situação “dos jovens que perderam a vida” no meio desta tragédia, pois a maioria das vítimas eram crianças com idades entre os 11 e os 13 anos, que seguiam para uma visita de estudo num autocarro escolar que foi arrastado pela força das águas.

De acordo com o Departamento de Defesa Civil da Jordânia, isto aconteceu na região de Al Zara, junto às margens do Mar Morto, a 50 quilómetros de Amã, a capital do país.

Na sua missiva, Francisco realça a sua proximidade às famílias tocadas pelo luto, para que “obtenham consolação no meio da sua dor”.

E deixa uma palavra de encorajamento a todos os agentes envolvidos nos trabalhos de resgate e apoio às populações.

JCP

Partilhar:
Share