Deslocação de Francisco àquele país africano vai decorrer entre 30 e 31 de março

Foto Vatican Media

Cidade do Vaticano, 07 jan 2019 (Ecclesia) – O Vaticano apresentou hoje o logótipo da viagem apostólica do Papa Francisco a Marrocos, que vai decorrer entre 30 e 31 de março.

De acordo com o portal Vatican News, o símbolo daquela que será a 28.ª deslocação no pontificado do Papa argentino, desde 2013, foi escolhido “entre 50 desenhos apresentados a concurso”.

O logótipo da viagem apostólica de Francisco a Marrocos tem como elementos principais “uma cruz e uma meia-lua”, em alusão ao encontro entre cristãos e muçulmanos, respetivamente.

A mesma representação inclui ainda as cores verde e vermelho (de Marrocos) e amarelo e branco (do Vaticano), o nome do Papa Francisco e em baixo o lema da visita ‘Servo da Esperança’.

Uma designação que recorda a condição do Papa como “Servo dos Servos de Deus” mas que também faz alusão à carta pastoral dos bispos da Conferência Episcopal do Norte de África, entregue a Francisco durante uma visita ad limina em 2015.

O nome de Marrocos está escrito em árabe em honra ao país que vai acolher esta viagem.

A visita do Papa a Marrocos, na sequência de um convite endereçado pelo rei Mohammed VI, e dos bispos católicos daquele país africano, vai coincidir com a celebração do oitavo centenário do histórico encontro entre São Francisco de Assis e o sultão al-Malik al-Kāmil.

Esta segunda-feira no Vaticano, durante um encontro com os membros do Corpo Diplomático acreditado junto da Santa Sé, o Papa destacou esta deslocação como “uma oportunidade importante para reforçar o diálogo inter-religioso entre cristãos e muçulmanos”.

“É preciso não transcurar também a tentativa de semear inimizade entre muçulmanos e cristãos”, referiu Francisco, que antes de Marrocos estará também nos Emirados Árabes Unidos, entre 3 e 5 de fevereiro.

Em quase seis anos de pontificado, o Papa fez até agora 25 viagens e visitas internacionais, nas quais passou por 38 países: Brasil, Jordânia, Israel, Palestina, Coreia do Sul, Turquia, Sri Lanka, Filipinas, Equador, Bolívia, Paraguai, Cuba, Estados Unidos da América, Quénia, Uganda, República Centro-Africana, México, Arménia, Polónia, Geórgia, Azerbaijão, Suécia, Egito, Portugal, Colômbia, Mianmar, Bangladesh, Chile, Peru, Suíça, Irlanda, Lituânia, Letónia e Estónia, bem como as cidades de Estrasburgo (França), para discursar no Parlamento Europeu e o Conselho da Europa; Tirana (Albânia); Sarajevo (Bósnia-Herzegovina); e Lesbos (Grécia).

Francisco realizou ainda 22 viagens na Itália, incluindo a primeira visita do pontificado, a passagem pela ilha de Lampedusa.

No início de 2019, o Papa vai deslocar-se ao Panamá, entre 23 e 28 de janeiro, para presidir às Jornadas Mundiais da Juventude; depois estará nos Emirados Árabes Unidos entre 3 e 5 de fevereiro e então de 30 a 31 de março em Marrocos.

JCP

Partilhar:
Share