Texto apresenta 23 objetivos para ajudar países de acolhimento e migrantes

Cidade do Vaticano, 16 dez 2018 (Ecclesia) – O Papa saudou hoje no Vaticano a adoção do “Pacto Mundial para uma Migração Segura, Ordenada e Regular”, esperando que o texto aprovado em Marraquexe, a 10 de dezembro, seja um “quadro de referência” para a comunidade internacional.

“Desejo que a comunidade internacional, graças também a este instrumento, possa agir com responsabilidade, solidariedade e compaixão perante quem, por diversos motivos, deixou o seu próprio país”, referiu, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, para a recitação do ângelus.

O pacto global foi adotado formalmente em Marraquexe, Marrocos, após vários meses de negociações, com o apoio do Vaticano e de várias organizações católicas.

O texto expressa valores universais sob a forma de 23 objetivos gerias, como salvar vidas, prevenir o contrabando e o tráfico, proporcionar informação precisa, tornar possível um recrutamento justo, reduzir as vulnerabilidades na migração, gerir bem as fronteiras e investir no desenvolvimento de capacidades.

O Dia Internacional dos Migrantes vai assinalar-se a 18 de dezembro, com várias iniciativas, incluindo um evento organizado pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS) em Portugal, no âmbito da Rede Interinstitucional para Migrantes.

A iniciativa “Eu também sou Voz” vai decorrer nos Anjos70, em Lisboa, a partir das 18h00, com o objetivo de criar “pontes” entre “imigrantes, nacionais, filhos de imigrantes e todos os que se quiserem juntar”.

OC

Migrações: Pacto Global adotado formalmente em Marraquexe

Partilhar:
Share