Apoiantes do Governo têm atacado igrejas e membros do clero

Cidade do Vaticano, 11 set 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco enviou uma mensagem ao presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, por ocasião da Dia da Independência, apelando à “reconciliação” no país da América Central, afetado por uma crise social e política.

“Que Jesus Cristo, Príncipe da Paz, conceda os dons de uma fraterna reconciliação e uma pacífica e solidária convivência”, refere o texto, divulgado pelo portal de notícias do Vaticano.

A celebração do 15 de setembro foi ainda assinalada pelo presidente da Conferência Episcopal da Nicarágua e arcebispo de Manágua, cardeal Leopoldo Brenes, que pediu respeito pelos direitos humanos e pela liberdade de expressão.

“As ofensas e os confrontos não geram nada de positivo para a Nicarágua, apenas dão origem a hostilidades, tristeza e divisões”, advertiu.

O ‘Vatican News’ refere que no último fim de semana, durante manifestações de apoio a Daniel Ortega, alguns manifestantes “entraram com violência e força dentro da igreja de Nossa Senhora das Mercês”, em Granada, durante a celebração da Missa.

OC

Partilhar:
Share