Lisboa, 06 dez 2018 (Ecclesia) – Um sacerdote católico foi atacado com ácido sulfúrico esta quarta-feira, na Catedral de Manágua, Nicarágua, enquanto confessava, por uma mulher de 24 anos.

O padre Mario Guevara recebeu assistência hospitalar e teve alta algumas horas após o incidente, continuando os tratamentos no seu domicílio.

A atacante foi identificada como Elis Leonidovna Gonn, com passaporte russo, julgando-se que a ação está ligada a grupos pró-aborto.

OC

Partilhar:
Share