Lisboa, 18 jun 2018 (Ecclesia) – Pelo menos 31 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas no sábado à noite, no nordeste da Nigéria, em dois atentados suicidas.

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) refere, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, que os ataques foram executados, “ao que tudo indica, por elementos do grupo islamista Boko Haram”.

O alvo foi uma multidão que celebrava o fim do Ramadão, na cidade de Damboa.

“Este ataque vem demonstrar, uma vez mais, que o Boko Haram continua a atuar com relativa impunidade no norte da Nigéria, apesar das operações militares em curso por parte das autoridades”, denuncia a AIS.

No último dia 11, um edifício da Igreja Católica foi queimado por militantes islamitas durante um ataque a uma aldeia situada no nordeste do país, recorda a fundação pontifícia.

Em resultado da violência extrema que tem caracterizado a atuação deste grupo islamita, “quase 2,6 milhões de pessoas foram já obrigadas a abandonar as suas casas na Nigéria”, conclui o comunicado.

OC

Partilhar:
Share