Dirigentes «entusiasmados» para dar início às atividades diocesanas

Portalegre, 24 set 2018 (Ecclesia) – O Movimento dos Cursos Cristandade, na Diocese de Portalegre-Castelo Branco, começou o novo ano pastoral 2018/2019 no ‘Encontro Nacional de Dirigentes’ do movimento, e já calendarizou as primeiras reuniões e ultreias.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o movimento realça que os 13 cursilhistas de Portalegre-Castelo Branco, onde se inclui o diretor espiritual, o padre Adelino Cardoso, regressaram do encontro nacional “entusiasmados para dar início às atividades diocesanas”.

O ‘Encontro Nacional de Dirigentes’ teve como lema ‘Traduzir o carisma na sua fidelidade’ e os participantes “partilharam a vivência e a convivência do fundamental cristão”, nos dias 14 e 15 de setembro, em Fátima.

No seu sítio online, o Movimento dos Cursos Cristandade informa que o presidente do secretariado nacional, o cursilhista Joaquim Mota, incentivou para que “todos os dirigentes” conheçam bem o projeto para poderem “falar todos a mesma linguagem”, na comunicação final aos cerca de 200 cursilhistas, sacerdotes – diretores espirituais, membros dos secretariados, reitores e vice-reitores.

Durante a presidência portuguesa do Organismo Mundial dos Cursilhos de Cristandade, entre 2014 e 2018, foi aprovada a terceira edição do Livro Ideias Fundamentais, para mais de 6 milhões de membros, em cerca de 70 países, e que realizaram a 5.ª Ultreia Mundial do movimento, com cerca de 9000 participantes, em Fátima.

O movimento está em Portugal desde 1960 e o primeiro cursilho se realizou em Fátima, de 29 de novembro a 2 de dezembro desse ano; Nasceu em Palma de Maiorca (Espanha), em 1949.

O Movimento dos Cursos Cristandade tem reconhecimento canónico pela Santa Sé como “Estrutura de coordenação, promoção e difusão da experiência dos cursilhos de Cristandade, tendo personalidade jurídica privada”.

CB

Partilhar:
Share