Porto, 21 mar 2018 (Ecclesia) – A Associação Pais 21 assinalou hoje o Dia Mundial da Síndrome de Down com o vídeo ‘O mundo é melhor contigo!’ que dá a conhecer outra perspetiva da doença congénita.

“Sentimos que muito do que se diz sobre a Trissomia 21 não corresponde ao que nós experimentamos enquanto mães destas crianças”, afirma Joana Morais e Castro, sobre a escolha da mensagem ‘O mundo é melhor contigo’.

O vídeo enviado hoje à Agência ECCLESIA conta a “história de muitas famílias” porque todos sonham o “melhor para os filhos” e todas as crianças são diferentes, destacando que as crianças e jovens com Síndrome de Down são “o melhor do mundo”, sendo que é.

#melhorconsigo #pais21 #downportugal

Hoje dizemos que o mundo é #melhorcontigo.CréditosRita Portela – Voz Portuguesa Pedro Macedo Camacho – MúsicaVasco Mendes – VídeoMojobrands – Criatividade

Associação Pais 21 – Down Portugal 发布于 2018年3月21日

“O que constato é que o Miguel fez de mim melhor mãe, do pai melhor médico, e dos irmãos crianças mais sensíveis às dificuldades dos outros”, acrescenta Rita Portela.

A Associação Pais 21 informa que a ideia do vídeo surgiu há mais de um ano quando as duas mães foram “confrontadas” com os números da Islândia onde a taxa de interrupção da gravidez após o diagnóstico de T21 é de 100%, e com a censura em França do vídeo ‘Dear Future Mom’.

“Temos a ambição de conseguir uma divulgação em larga escala porque acreditamos na força da mensagem”, realça Joana Morais e Castro.

O vídeo faz parte das iniciativas do World Down Sindrome Day – WDSD e conta com o apoio da Escola de Artes da Universidade Católica Portuguesa.

O Papa Francisco também associou-se ao Dia Internacional da Síndrome de Down, defendendo que “ninguém pode ser descartado”, numa mensagem na sua conta no Twitter.

Desde 2012, quando foi instituído pela ONU, o dia internacional evoca a anomalia genética causada pela presença integral ou parcial de uma terceira cópia do cromossoma 21 e pretende sensibilizar para o que significa ter Síndrome de Down ou T21 e consciencializar “para o papel vital que estas pessoas desempenham na sociedade”.

CB

Partilhar:
Share