Igreja celebra Solenidade do Coração de Jesus com convite à oração pela santificação padres

Cidade do Vaticano, 08 jun 2018 (Ecclesia) – A Santa Sé incentiva os presbíteros a “um novo vigor à missão de servir o Povo de Deus” no Dia Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes, através de uma mensagem da Congregação do Clero.

“O Dia Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes dá-nos o ensejo de nos colocar na presença do Senhor para renovar a memória do nosso encontro com Ele, dando assim um novo vigor à nossa missão de servir o Povo de Deus”, lê-se na mensagem publicada pela Solenidade do Coração de Jesus.

Segundo a Congregação do Clero, os sacerdotes não devem esquecer que “o fascínio da vocação” e o entusiasmo com que escolheram “o caminho da especial consagração ao Senhor” têm origem “na troca de olhar” entre Deus e cada presbítero.

O documento lembra aos sacerdotes que “o Senhor, que nunca esquece a vida dos seus filhos” – mesmo quando há “cansaço e desânimo, abrindo espaço ao deserto interior da aridez” – e convida-os a subir com ao monte, por isso, aconselha a contemplar “a cena evangélica da Transfiguração”.

“Podemos colher três pequenos passos que nos ajudarão a confirmar a nossa adesão ao Senhor e a renovar a nossa vida sacerdotal: subir ao alto, deixar-se transformar, ser luz para o mundo”, explica sobre a cena que vai ajudar os presbíteros a tornarem-se “luz para o mundo e para as pessoas”.

Neste contexto, a Congregação para o Clero deseja que a “beleza” do Dia Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes, na Solenidade do Coração de Jesus, possa fazer “crescer” nos padres “o desejo da santidade”.

“A Igreja e o mundo precisam de sacerdotes santos”, realça, lembrando que o Papa Francisco, na Exortação Apostólica sobre a santidade, ‘Gaudete et exsultate’, mencionou os sacerdotes apaixonados pela comunicação e anúncio do Evangelho.

“A Igreja não precisa de muitos burocratas e funcionários, mas de missionários apaixonados, devorados pelo entusiasmo de comunicar a verdadeira vida”, escreveu o pontífice argentino.

CB

Partilhar:
Share