Jovem da Guiné-Conacri apresentou testemunho na assembleia dedicada às novas gerações

 Octávio Carmo, enviado da Agência ECCLESIA ao Vaticano

Cidade do Vaticano, 24 out 2018 (Ecclesia) – A jovem escutista Henriette Camara, da Guiné-Conacri, trouxe ao Sínodo dos Bispos a história da sua conversão ao Cristianismo, através do Movimento Escutista, que agora representa nesta assembleia sinodal no Vaticano.

“Se hoje estou aqui, se me tornei católica, é graças ao Movimento Escutista. Eu fui acolhida por este movimento, apesar de não ser cristã, porque era muçulmana; depois, no seguimento dos meus estudos, fui acolhida por uma família cristã, que acompanhava à Igreja, todos os domingos – os filhos e os meus amigos. Pouco a pouco, comecei a amar o próprio Cristo, sem que me tivesse apercebido”, contou à Agência ECCLESIA.

A representante da Conferência Internacional Católica do Escutismo no Sínodo 2018, dedicado às novas gerações, enfrentou a oposição da sua família neste processo de conversão, recordando ter sido acolhida “sem discriminação” no seio das atividades escutistas, quando ainda era muçulmana.

Henriette Camara foi acolhida com entusiasmo na assembleia sinodal, onde chegou já na segunda semana de trabalhos, com “elogios e encorajamentos” à sua intervenção.

“Foi a primeira vez que assisti a um acontecimento destes, na primeira vez que venho à Europa. Mas, no final, adaptei-me ao ritmo dos trabalhos, com os grupos linguísticos e as reuniões gerais; procurei dar o meu melhor, para fazer passar a mensagem que queria passar, em nome dos escuteiros e dos jovens”, relatou.

A jovem africana defendeu que este Sínodo, como foi projetado pelo Papa, “tem os jovens no centro”, com espaço para as suas intervenções.

“Queremos ter o nosso lugar, no centro da Igreja, que ela nos ouça, que tomem em consideração as nossas preocupações, dos que estamos cá e dos que não tiveram oportunidade de vir. Estamos aqui em nome de todos os jovens, representamos todos, é em nome deles que manifestamos as nossas inquietações”, concluiu.

OC

A reportagem no Sínodo dos Bispos é realizada em parceria para a Agência Ecclesia, Família Cristã, Flor de Lis, Rádio Renascença e Voz da Verdade

Partilhar:
Share