Cidade do Vaticano, 14 mar 2018 (Ecclesia) – A Cáritas Internacional fez um apelo de emergência de “ajuda imediata” aos migrantes e refugiados venezuelanos, a pedido da instituição católica no Brasil que recebeu entre 40 e 60 mil pessoas, desde 2015.

“Todos os membros da confederação Cáritas, todas as pessoas de boa-fé e de bom coração possam contribuir com o trabalho de acolhimento que a Cáritas e a Igreja no Brasil têm desenvolvido”, explica o diretor-executivo da Cáritas Brasileira, Luiz Mandela.

Desde 2015, o Brasil já recebeu entre 40 a 60 mil migrantes e refugiados venezuelanos que chegam ao país, principalmente a cidades dos Estados de Roraima e Amazonas, com diversas necessidades, informa o sítio online ‘Vatican News’.

Neste contexto, para além do pedido de ajuda internacional, que partiu das solicitações das Cáritas do Brasil e da Venezuela, têm sido organizadas doações, preparação de alimentos, gestão de abrigos e assistência médica e jurídica.

De recordar que há uma semana, 7 de maio, a Igreja Católica lançou o plano de ajuda ‘Pontes de Solidariedade’ para apoiar os “milhares” de imigrantes da Venezuela que abandonaram o país devido à crise e o programa-piloto pretende “acolher, proteger e integrar” na América do Sul.

CB

Partilhar:
Share