Semana Bíblica – Emissão 11-09-2017

O estudo bíblico e a formação é uma missão assumida pelos Franciscanos Capuchinhos. Em Portugal a Semana Bíblica, organizada por esta congregação religiosa, marca o arranque de cada ano pastoral, que se estende depois às dioceses e demais interessados nas paróquias.
O jornalista Carlos Borges esteve na Semana Bíblica, que aconteceu em Fátima, e conversou com os intervenientes.

Capuchinhos: Difusora Bíblica renova presença na internet

Lisboa, 29 jul 2017 (Ecclesia) – Os Franciscanos Capuchinhos em Portugal renovaram a presença online da sua Difusora Bíblica, com um espaço na internet pretende contribuir para dar a conhecer as edições e outras atividades.

A Província portuguesa dos Franciscanos Capuchinhos pretende que o novo sítio online da Difusora Bíblica possa contribuir para “dar a conhecer as edições e outras atividades” da própria difusora e do Movimento de Dinamização Bíblica dinamizado pelos religiosos.

“Que a Palavra de Deus, ontem como hoje, continue a ser alimento e luz para os caminhos da fé e da vida de todos os cristãos”, é o objetivo geral assumido pelos religiosos.

Os Capuchinhos informam que ao novo visual se juntam “novas funcionalidades” e destacam a possibilidade de fazer uma nova assinatura da revista ‘Bíblica’, de uma forma simples e cómoda, com possibilidade de pagamento por referência multibanco, entre outras.

O novo sítio online da Difusora Bíblica foi lançado na Festa do santo Capuchinho Lourenço de Brindes, "um grande conhecedor e estudioso da Sagrada Escritura”.

Os Franciscanos Capuchinhos recordam que este Doutor da Igreja  morreu em Lisboa, em 1619, numa missão como embaixador da paz a pedido do Papa Paulo V.

CB/OC

Madagáscar: Sacerdote assassinado e diácono ferido num assalto a Centro dos Capuchinhos

Lisboa, 28 abr 2017 (Ecclesia) – A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) informou que um sacerdote foi assassinado e um diácono ficou gravemente ferido na sequência de um assalto ao centro capuchinho de Ambendrana, em Madagáscar.

Numa nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, a fundação pontifícia revela, segundo declarações do diretor da Rádio Dom Bosco Madagáscar, que “cinco bandidos” agrediram e feriram “o jovem diácono Jérémy de 26 anos”.

“Ouvindo os gritos do diácono, o padre Lucien correu agitando uma espingarda de caça, mas os bandidos mataram-no aos tiros de uma (espingarda) Kalashnikov”, acrescentou o padre Eric Franck, divulgou a Agência Fides, do Vaticano.

O ataque aconteceu por volta da 01h00 de segunda-feira, dia 24, e, entretanto, as forças de segurança anunciaram que já prenderam “algumas pessoas envolvidas no ataque”.

Segundo a AIS, o assalto relançou o clima de insegurança que se vive na ilha africana, uma vez que têm sido, “cada vez mais, frequentes os ataques” a instituições religiosas.

A Conferência Episcopal de Madagáscar pediu ao Governo que adote “medidas rigorosas” devido ao número crescente da violência na maior ilha de África situada no Oceano Índico.

A Fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre como exemplo dá conta ainda de um “violento assalto” ao Convento das Irmãs de Nossa Senhora de la Salette, onde “algumas irmãs e hóspedes chegaram mesmo a ser violentadas sexualmente”, no dia 1 de abril.

CB

Vida Consagrada: Capuchinhos reelegem superior provincial

Fátima, 28 abr 2017 (Ecclesia) – A Província Portuguesa da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos escolheu esta quinta-feira frei Fernando Alberto Cabecinhas como superior nacional no capítulo que está a decorrer em Fátima e termina hoje.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, os Franciscanos Capuchinhos informam que a reunião magna nacional, a decorrer desde segunda-feira, reelegeu frei Fernando Alberto Cabecinhas como provincial para um novo triénio.

Os 31 capitulares escolheram também os conselheiros que com o ministro provincial vão “governar” a província portuguesa até 2020 e elegeram os frades João José Guedes, António Martins, Luís Leitão e José Maria Carvalho.

O XVIII Capítulo Provincial dos Frades Menores Capuchinhos em Portugal foi acompanhado, em representação do ministro-geral (frei Mauro Jöhri), por frei Hugo Mejía Morales, peruano.

Segundo os Capuchinhos, o conselheiro geral da Ordem religiosa para a zona Ibérica e a América Latina de língua espanhola incentivou que projetassem um horizonte até 12 anos para “fazer frente às dificuldades vividas atualmente em toda a Europa, com efeitos sem retorno, notáveis no decréscimo da Ordem na Holanda, na Inglaterra e em França”.

O capítulo provincial dos Frades Menores Capuchinhos em Portugal realiza-se a cada três anos, desde 1969, e a ordem atualmente tem 61 irmãos professos, quatro noviços e 10 postulantes (nove timorenses e um português).

CB

África: Rebeldes matam 18 pessoas em ataque a missão católica na República Centro-Africana

Bangui, 07 fev 2017 (Ecclesia) – A Agência Fides, do Vaticano, informa que um ataque de 60 pessoas, “pelo menos três grupos de rebeldes”, provocou 18 mortos em Bocaranga, na República Centro-Africana, onde a missão dos Franciscanos Capuchinhos foi atacada.

“Como podem 60 pessoas aterrorizar uma pequena cidade de 15 mil moradores, além dos refugiados? Onde encontram armas?”, questionavam os missionários.

A agência de informação contextualiza que o tiroteio durou cerca de quatro horas e os rebeldes saquearam lojas – “pelo menos 35” -, diversas casas e as sedes locais de duas Organizações Não-governamentais – o Conselho Dinamarquês para Refugiados – DRC e o IRC – International Rescue Committee.

A missão capuchinha de Bocaranga, uma pequena cidade de 15 mil habitantes no noroeste da República Centro-africana, era refugio para “mais de vinte pessoas” e os rebeldes levaram computadores, dinheiro e uma moto.

A Agência Fides adianta que as Irmãs da Caridade “conseguiram” refugiar-se na sua missão, com “cerca de 200 mulheres e crianças”.

CB

Fátima: Família Capuchinha reúne-se em encontro nacional

Fátima, Santarém, 26 jun 2016 (Ecclesia) – Os frades menores Capuchinhos promovem hoje um encontro nacional dos grupos bíblicos e de toda a “família capuchinha”, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, com o tema ‘Santificados pela Palavra’.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, os frades Capuchinhos informam que o programa conta com a apresentação solene da Bíblia, pela Escola Bíblica de Serzedelo, às 09h30.

Meia hora depois, os grupos vão ser apresentados e às 10h30 realizam a ‘Festa da Palavra de Deus’ com encenações bíblicas e recreativas.

Após o almoço, o encontro continua com a apresentação de encenações, a partir das 14h30, e a Eucaristia solene de encerramento está marcada para as 17h00, na Basílica da Santíssima Trindade.

Este encontro vai congregar também elementos dos grupos de juvenis JUFRA e JOBIFRAM, membros das comunidades onde os Capuchinhos estão presentes – Barcelos (Braga); Gondomar e Porto, Fátima, Lisboa, Baixa da Banheira (Setúbal) e Pínzio (Guarda), para além dos Antigos Alunos Capuchinhos que também vão subir ao palco do Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima.

Desde 2014 que o encontro nacional anual dos grupos bíblicos engloba “toda a Família Capuchinha” na mesma celebração.

Os Franciscanos Capuchinhos, no mais recente Boletim ‘Bíblia e Vida’, ajudam os grupos a preparar, a celebrar e a viver este “grande Encontro Nacional”.

O frei Manuel Arantes da Silva explica que a publicação apresenta um esquema para a reunião de preparação do encontro, “outro para a caminhada até Fátima, que se deve fazer em clima de peregrinação”, e, ainda sugestões para o regresso a casa, “para além de algumas informações importantes”.

CB

Jubileu: «Mais de oito milhões» de fiéis visitaram Roma no Ano da Misericórdia

Cidade do Vaticano, 01 jun 2016 (Ecclesia) – A Igreja Católica está a viver o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, convocado pelo Papa Francisco, e a Santa Sé já registou “mais de oito milhões de fiéis e peregrinos em Roma e no Vaticano”.

O número de peregrinos que se desloca ao Vaticano é calculado a partir da inscrição que é necessário fazer para atravessar a Porta Santa da Basílica de São Pedro e para participar nos eventos jubilares e foi divulgado pela página da internet sobre o Jubileu da Misericórdia, citada pela Rádio Vaticano.

O portal oficial do jubileu informa que em menos de seis meses desde o início do Ano Santo foram registados “mais de 8 milhões de fiéis e peregrinos” em Roma e no pequeno Estado católico para participarem em eventos religiosos.

A contagem iniciou no dia 8 de dezembro de 2015 e aumentou com a chegada da primavera sendo que o jubileu que congrega a Igreja Católica no tema da Misericórdia termina a 20 de novembro.

A canonização de madre Teresa de Calcutá no dia 04 de setembro é um dos eventos que se espera que atraia muitos peregrinos ao Vaticano, assinala a emissora do Vaticano.

Por exemplo, a exposição dos corpos dos frades capuchinhos o padre Pio de Pietralcina e de São Leopoldo Mandic e as audiências jubilares extraordinária do Papa Francisco, uma vez por mês ao sábado, foram os eventos que registaram maior número de peregrinos em Roma.

Até hoje houve 26 anos santos ordinários e dois extraordinários (anos santos da Redenção): em 1933 (Pio IX) e 1983 (João Paulo II).

O anúncio do Jubileu da Misericórdia aconteceu a 13 de março, no Vaticano, quando o Papa explicou que a iniciativa nasceu da sua intenção de tornar “mais evidente” a missão da Igreja de ser “testemunha da misericórdia”.

CB

Misericórdia: Quase três milhões de fiéis nos primeiros 100 dias do Jubileu na Praça de São Pedro

Cidade do Vaticano, 15 mar 2016 (Ecclesia) – O presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização (Santa Sé) assinalou que desde o início do Jubileu da Misericórdia se registaram 2 milhões e 802 mil peregrinos, apenas na Praça de São Pedro.

Segundo revelou D. Rino Fisichella, foram contabilizadas apenas as pessoas na Praça de São Pedro e não conta as que passaram pelas Basílicas de São Paulo fora de muros, Santa Maria Maior, São João de Latrão ou pelo Santuário do Divino Amor.

O prelado destacou, por exemplo, que Roma acolheu meio milhão de peregrinos, cerca de 40% eram estrangeiros, quando os corpos dos frades Capuchinhos São Pio de Pietrelcina (Itália, 1887–1968), o ‘padre Pio’, e São Leopoldo Mandic (Croácia, 1866–1942) estiveram expostos para veneração.

Na conferência de imprensa dos primeiros 100 dias do Ano Santo, o presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização informou que foram abertas, pelo menos, 10 mil Portas Santas, nas 2089 dioceses de todo o planeta, desde o Curdistão iraquiano à Amazónia, passando pela China.

Segundo a Rádio Vaticano foi destacado que a descentralização é “principal diferença” do Jubileu do Ano 2000, porque o Papa Francisco não quis o Ano Santo concentrado em Roma.

Esta segunda-feira, D. Rino Fisichella sublinhou a importância dos peregrinos se inscreverem para passar a Porta Santa da Basílica Vaticana, no sítio online dedicado ao Ano Santo, ou na sede do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização, na ‘Via dela Conciliazione’.

O Ano Santo extraordinário da Misericórdia termina a 20 de novembro.

CB

Página 1 de 1612345...10...última »