Fátima: Cardeal Braz Aviz é enviado papal na ultreia mundial dos cursos de cristandade

Fátima, 20 abr 2017 (Ecclesia) – O cardeal brasileiro João Braz de Aviz é o enviado do Papa Francisco na ultreia mundial do Movimento dos Cursos de Cristandade que decorre, de 04 a 06 de maio, em Fátima.

 “É hora dos cursilhos” é o lema da quinta edição, uma iniciativa que se realiza num ano histórico para Portugal e para a Igreja Católica, com os 100 anos das visões de Fátima, a vinda do Papa Francisco a Portugal, o centenário do nascimento de Eduardo Bonnín, fundador do Movimento, e da canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta.

Para dar a conhecer o encontro mundial dos Cursos de Cristandade realiza-se, dia 24 deste mês, uma conferência de imprensa, em Fátima (Casa de Nossa Senhora das Dores), às 14:30, com a presença de Francisco Salvador, presidente do Comité Executivo do Organismo Mundial do MCC e D. Francisco Senra Coelho, diretor espiritual do OMCC, salienta uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Movimentos: Bispo de Bragança-Miranda destaca «rasgo novo» com 32 novas cursilhistas

Bragança, 10 out 2016 (Ecclesia) – Um grupo de 32 senhoras participou no 46.º Curso de Cristandade no Seminário de S. José, na Diocese de Bragança-Miranda, que terminou este domingo na Catedral com a presença do bispo D. José Cordeiro e cerca de 200 fiéis.

“É um rasgo novo na diocese, um sinal de vida e de futuro. Fico muito feliz com isso. É a primeira vez que vejo crianças numa clausura. Melhor sinal que este não pode haver, é de facto extraordinário. É isto tudo que vai fazer crescer a Igreja, vai alargar os horizontes”, disse o bispo de Bragança-Miranda.

Para D. José Cordeiro essa participação é “a prova de que começa uma nova era, uma nova etapa com gente tão jovem e dinâmica, alegre e esperançosa” que faz dizer que a Igreja nunca esteve tão viva como agora.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o Secretariado das Comunicações Sociais da Diocese Bragança-Miranda informa que as novas cursilhistas são de quatro arciprestados da diocese e da Diocese do Porto.

  “É opinião unânime que este curso correu muito bem. É um curso bastante jovem, o que nos dá alguma esperança de formação e continuidade do movimento”, assinalou Rita, a porta-voz da equipa reitora do curso.

A responsável destacou ainda que as cursilhistas foram “muito participativas, dinâmicas e alegres” superando as expetativas.

O Movimento dos Cursos de Cristandade (MCC) está presente na Diocese de Bragança-Miranda em várias Unidades Pastorais e a equipa presidida por Carolina Eiras foi recentemente homologada para quatro anos e é assistido espiritualmente pelos padres Júlio Gomes e José Carlos Moreira.

O 46.º Curso de Cristandade que terminou este domingo na cripta da Sé de Bragança tinha começado no dia 6 de outubro no Seminário de S. José e para além do bispo diocesano contou com uma dezena de sacerdotes e cerca de 200 fiéis,

O próximo Curso de Cristandade será para homens e está marcado para a primeira semana de dezembro, adianta o Secretariado das Comunicações Sociais da diocese transmontana.

CB/OC

Algarve: Ultreia diocesana dos Cursos de Cristandade reuniu 65 pessoas

Albufeira, Faro, 30 jun 2016 (Ecclesia) – O bispo do Algarve destacou a experiência “gratificante” e “transformadora” dos Cursos de Cristandade na ultreia que reuniu cerca de 65 cursistas algarvios no Centro Pastoral Beato Vicente, em Albufeira.

“Quem se deixa ser ‘pincel’ nas mãos de Deus, a sua vida é sempre colorida porque Ele é o melhor dos ‘artistas’”, disse o bispo do Algarve que presidiu à ultreia diocesana, segundo a informação enviada à hoje Agência ECCLESIA, pelo jornal diocesano ‘Folha do Domingo’.

D. Manuel Quintas observou que “nas cores de Deus” também existem algumas que não se gostaria que estivessem na “pintura”: “Somos nós, estão lá porque isso é caminho de vida e de santidade aos olhos de Deus, embora nós, tantas vezes, não saibamos lê-las nem interpretá-las”.

“Quando aceitamos olhar para a nossa vida de longe, com o olhar de Deus, com um olhar de fé, até essas cores mais escuras as entendemos porque entram dentro daquele que é o projeto de Deus para nós”, desenvolveu o prelado, após o rolho (testemunho) e as ressonâncias.

O testemunho foi de Lurdes Meirinho, da Paróquia de Albufeira, que explicou que não frequentava a Igreja até inscrever o filho na catequese quando começou a levá-lo às atividades paroquiais e a participar na Missa, tendo participado depois no 31.º Curso de Cristandade de Senhoras.

“Nasceu em mim uma necessidade de fazer algo mais concreto para a comunidade e menos pessoal. Foi esclarecedor a necessidade que havia de cumprir tarefas que não só a minha ida à igreja ou à catequese. O meu marido também fez o curso e operou-se uma grande diferença na nossa vida”, contou ao jornal diocesano.

Lurdes Meirinho recordou que após a tentativa de ajuda nos tratamentos de um jovem que tinha uma grave doença, e 1999, dinamizou um grupo de pessoas para a fundação de uma associação humanitária que atualmente se chama AHSA – Associação Humanitária Solidariedade de Albufeira e com 22 funcionários apoia 156 utentes através de várias respostas sociais como banco de roupa e de alimentos ou centro de dia.

A seguir à ultreia, o bispo do Algarve presidiu à Eucaristia e salientou a “experiência gratificante” e “transformadora” dos Cursos de Cristandade que leva os participantes a olhar para a sua vida e para Deus de uma maneira que lhes era desconhecida.

“Se não houver estes momentos na nossa vida que avivem essa presença gratificante de Deus num Curso de Cristandade, facilmente o nosso seguimento de Cristo se torna inconsistente e intermitente. E não pode ser assim”, referiu D. Manuel Quintas.

O responsável da equipa diocesana do MCC, Vitor Baltazar, destacou ainda com o novo centro de ultreia no Algarve, em Aljezur, criado no presente ano pastoral.

Da agenda diocesana do Movimento dos Cursilhos de Cristandade assinala-se de 26 a 29 janeiro o 68.º Curso de Homens e em março o 53.º Curso de Senhoras, entre os dias 09 e 12.

De recordar que, desde janeiro de 2014, Portugal é a sede da Organização Mundial dos Cursilhos de Cristandade até 2017 quando o Santuário de Fátima vai receber uma ultreia mundial entre 05 a 07 de maio, com a participação de cursilhistas de 60 países, num encontro integrado nas comemorações do Centenário das Aparições de Nossa Senhora.

CB

Algarve: Cónego César Chantre é novo vigário geral da diocese

Faro, 24 mar 2016 (Ecclesia) – O cónego Carlos César Chantre é o novo vigário geral da Diocese do Algarve, anunciou hoje, durante a Missa Crismal, o bispo local, D. Manuel Neto Quintas.

O cónego Carlos Alberto Morais César Chantre, de 63 anos, agora nomeado, substitui no cargo o cónego Firmino Ferro, vigário geral desta diocese desde 2005 e falecido no passado dia 14 de janeiro, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O novo responsável é natural da cidade de Mindelo, na ilha de São Vicente (Cabo Verde), onde nasceu a 15 de maio de 1952.

Desde a sua ordenação sacerdotal exerceu diversos cargos na Diocese do Algarve, entre os quais o de prefeito e ecónomo do Seminário de Faro (1986), professor de EMRC – Educação Moral e Religiosa Católica (1987), diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional e diretor espiritual do Movimento dos Cursos de Cristandade e capelão do Colégio de Nossa Senhora do Alto, em Faro.

Foi nomeado cónego do Cabido da Sé de Faro em 2013 pelo atual bispo do Algarve e pároco de São Pedro de Faro.

Atualmente, o cónego Carlos César Chantre é responsável pelo Setor Diocesano da Pastoral familiar, e sendo assistente do Setor Diocesano da Pastoral Universitária, capelão da Universidade do Algarve e do Setor Diocesano de Associações Profissionais e assistente espiritual do núcleo algarvio da ACEGE – Associação Cristã de Empresários e Gestores.

“Tem-se dedicado também, há mais de década e meia, ao acolhimento dos africanos no Algarve”, acrescenta a nota de imprensa da Diocese do Algarve.

OC

Portalegre-Castelo Branco: Movimento dos Cursos de Cristandade recebem mais 24 homens

Portalegre, 02 mar 2016 (Ecclesia) – A Diocese de Portalegre-Castelo Branco acolheu 24 homens que viveram três dias de “convívio, oração e reflexão intensamente” num Cursilho de Cristandade, organizado pelo respetivo secretariado diocesano, em Mem Soares, Castelo de Vide.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o Secretariado Diocesano do Movimento dos Cursos de Cristandade (MCC) informa que o bispo de Portalegre-Castelo Branco, D. Antonino Dias, presidiu ao encerramento do curso de Homens, no cineteatro do Gavião, que contou com “grande participação” de cursistas de toda a diocese.

O encontro de encerramento começou com a Reflexão de Quaresma/Páscoa do MCC, depois o padre Ilídio Graça proclamou e convidou à reflexão do Evangelho da “pecadora arrependida” (Lc. 7, 36-49) proporcionando um “momento forte de reflexão, oração, encontro” pessoal com Deus Pai rico em Misericórdia”.

Neste contexto, o sacerdote recordou que a “fé move, dá-se, compromete” e Deus “deixa-se tocar, vai ao encontro, acolhe, perdoa total e gratuitamente”.

Os 24 homens que participaram no 88.º Curso de Cristandade, da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, foram acompanhadas por uma equipa de 12 leigos e quatro sacerdotes, entre 25 e 28 de fevereiro.

CB

Página 1 de 612345...última »