Igreja/Política: Assembleia da República aprova voto de congratulação pelos 150 anos da presença dos Espiritanos em Portugal

Lisboa, 13 out 2017 (Ecclesia) – A Assembleia da República aprovou hoje um voto de congratulação pelos 150 anos da presença da Congregação dos Missionários do Espírito Santo em Portugal, que vai ser assinalada no dia 3 de novembro.

No documento enviado à Agência ECCLESIA, os deputados destacam uma congregação que ao longo da sua existência deu um importante contributo para o país, quer na área da “animação” missionária e da pastoral cristã quer para a “cultura portuguesa”, em áreas como “a história, etnologia, linguística, antropologia e teologia”.

“Disso são exemplos os padres António Brásio e Adélio Torres Neiva, ambos da Academia Portuguesa da História, e Joaquim Alves Correia, considerado um dos pais da democracia portuguesa, que foi homem de cultura, liberdade e opção pelos mais pobres, tendo morrido exilado nos Estados Unidos”, pode ler-se.

Os mesmos responsáveis políticos enaltecem a ação dos Espiritanos nas “diversas dioceses”, na “formação de grupos de jovens no espírito missionário, no “investimento na comunicação”, na “colaboração em capelanias hospitalares e prisionais” e no “apoia a imigrantes e refugiados”.

Um trabalho repartido por “diversos movimentos laicais de cariz missionário”, desde “a Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM); passando pelo Movimento Missionário de Professores (MOMIP); os Jovens Sem Fronteiras (JSF); a Associação dos Antigos Alunos (ASES); os Leigos Associados Espiritanos; as Fraternidades e Zeladores; o Voluntariado Missionário“.

Numa reação para a Agência ECCLESIA, o provincial dos Espiritanos em Portugal, padre António Neves, já apelidou de "histórico" este voto da Assembleia da República Portuguesa.

Um "reconhecimento que muito nos honra", disse o sacerdote.

O voto de congratulação da Assembleia da República recorda também os “grandes missionários” que fizeram a congregação desde a sua fundação em França, em meados do século XVIII, por Cláudio Poullart des Placese e Francisco Libermann.

Nomes como “os padres Tiago Laval e Daniel Brottier” e outros “estadistas e homens da cultura, formados pelos Missionários do Espírito Santo”, como “Leopold Senghor”.

Os Espiritanos chegaram a Lisboa em 1867, com a primeira estrutura de formação desta congregação a ser erguida em Braga.

Este sábado, em Lisboa, no Seminário da Torre d´Aguilha, vai ter lugar o colóquio “Comunidade Espiritana em Portugal: Memória e Promessa – 150 anos”, integrado no Jubileu dos Missionários Espiritanos.

JCP

Voluntariado Missionário: Encontro nacional dos «Jovens Sem Fronteiras»

Joane, Braga, 06 out 2017 (Ecclesia) – O encontro nacional dos «Jovens Sem Fronteiras», movimento juvenil católico de cariz missionário, realiza-se desta sexta-feira a domingo, na vila de Joane, Famalicão (Arquidiocese de Braga).

Com a participação de cerca de 200 jovens, oriundos do Minho até ao Algarve, a Escola Secundária Padre Benjamim Salgado será a base deste encontro, que se vai também estender à cidade, com um momento no Parque da Devesa, na tarde de sábado, e explorar o tema “Vós sois uma carta de Cristo”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA

Nesta referência direta à passagem bíblica descrita na 2.ª Carta de São Paulo aos Coríntios, o tema procura também, “ainda que de forma mais indireta, lembrar o escritor Camilo Castelo Branco, um dos símbolos do concelho famalicense”, refere o comunicado.

Fundados em 1983 na Foz do Arelho (Caldas da Rainha), os «Jovens Sem Fronteiras» estão ligados à Congregação do Espírito Santo (Espiritanos), que, em 2017, comemora 150 anos de presença em Portugal, e existe desde 1703, em Paris, quando foi criada por Claude Poullart des Places para apoiar jovens que quisessem seguir o sacerdócio e para servir os pobres na França rural ou em missões nas colónias francesas no ultramar.

Com 38 grupos paroquiais espalhados pelo país, repartidos em quatro regiões – Minho, Douro, Centro e Sul -, o movimento tem uma dimensão missionária presente através de atividades no país e também em países lusófonos.

LFS

Semanas Missionárias do Jovens Sem Fronteiras – Emissão 25-07-2017

Falamos hoje sobre as semanas missionárias organizadas pelos Jovens Sem fronteiras, um movimento juvenil leigo, que partilha do carisma dos missionários espiritanos. Ao longo do ano desenrola-se a preparação das atividades que ocupam, em especial, o mês de agosto. O padre Miguel Ribeiro, coordenador nacional pelos Jovens Sem Fronteiras apresenta-nos o plano de atividades e a jovem Inês Prata dá-nos conta da experiência das semanas.

Voluntariado Missionário: Ludmila Silva – Emissão 18-07-2017

Ludmila Silva tem 21 anos de vida mas os seus olhos querem alcançar mais longe. Dentro de alguns dias vai partir para Cabo Verde, numa experiência chamada «Ponte» que os Jovens Sem Fronteiras organizam proporcionando um mês de missão. Diz ser o tempo suficiente não para fazer tudo, mas para se deixar transformar por uma realidade muito diferente da sua e quando vier testemunhar junto dos seus amigo não católicos que Cabo Verde não são só praia, mas há muitos rostos a precisar de uma presença amiga.

Voluntariado: Mais de 100 «Jovens Sem Fronteiras» dinamizam missões no verão

Lisboa, 18 jul 2017 (Ecclesia) – Os Jovens Sem Fronteiras, movimento ligado à Congregação dos Missionários do Espirito Santo (Espiritanos), vão dinamizar durante as férias de verão várias missões de uma semana em Portugal e o ‘projeto ponte’ em Cabo Verde.

“A tradição ainda é o que era. De há uns anos a esta parte, verão rima com missão”, afirma o provincial dos Espiritanos em Portugal, o padre Tony Neves.

Na nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, o sacerdote informa que a “grande experiência missionária” JSF 2017 é o ‘Projeto Ponte’ que vai levar 12 jovens a Cabo Verde, mais propriamente uma ação realizada a partir da Paróquia da Calheta de São Miguel Arcanjo, na Ilha de Santiago.

Já em Portugal, a Diocese do Algarve acolhe o IntraRail Missionário, de 21 a 30 de julho, e no mesmo período, mas até dia 31, realiza-se a Semana Missionária em Vila da Ponte, na Diocese de Lamego, para “ajudar a preparar a Missa Nova” do padre diocesano Luís Rafael Azevedo.

Entre os dias 4 e 14 de agosto, os Jovens Sem Fronteira promovem duas semanas missionárias: Em Arcozelo – Ponte de Lima, Diocese de Viana do Castelo, e em Almargem do Bispo, no Patriarcado de Lisboa.

Na Diocese do Porto, a cidade da Trofa vai receber também os jovens numa semana missionária entre 17 a 27 de agosto e Marrazes, na Diocese de Leiria-Fátima, acolhe os JSF entre os 18 e 28 do próximo mês.

O padre Tony Neves realça que as missões de verão JSF são todas acompanhadas por um sacerdote Espiritano.

O programa de rádio ‘ECCLESIA’, a partir das 22h45, na Antena 1 da emissora pública, dá destaque esta semana ao ‘projeto ponte’ dos Jovens Sem Fronteiras, com Ludmila Silva (hoje) e Rita Coelho (sexta-feira).

Vão ser partilhadas também outras ações de voluntariado missionário como a da Equipa d'África e a da Juventude Mariana Vicentina, transmitida esta segunda-feira, com o testemunho de Lara Pinto que vai partir a 1 de janeiro para Moçambique.

CB

Página 1 de 1212345...10...última »