Setúbal: Dia diocesano do catequista aborda o «Retrato de Família» 

Setúbal: Dia diocesano do catequista aborda o «Retrato de Família» 

Setúbal: Dia diocesano do catequista aborda o «Retrato de Família»

Setúbal, 04 fev 2018 (Ecclesia) – A Diocese de Setúbal vai celebrar hoje o dia do catequista, no Santuário de Cristo Rei (Almada), com o tema “Retrato de Família: transmissão da fé de pais para filhos“.

A manhã é dedicada a um conjunto de sete apresentações preparadas por cada uma das vigararias: “Os Pais são testemunhas do Amor”; “A Paróquia acolhe os Pais”; “A Paróquia e as feridas familiares”; “A Arte de acompanhar os Pais”; “O anúncio da fé aos Pais”; “Os Pais protagonistas na educação” e “Os Pais e a festa do Domingo”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

A tarde será preenchida com uma conferência sobre “A educação dos filhos”, numa reflexão feita a partir da Exortação Apostólica «Amoris Laetitia».

O encontro termina com a Missa, pelas 16h00, presidida pelo Bispo de Setúbal, D. José Ornelas.

LFS

Setúbal: Inauguração do novo elevador do Santuário de Cristo Rei

Almada, 31 mar 2017 (Ecclesia) – O Santuário de Cristo-Rei, em Almada, Diocese de Setúbal, promove hoje a inauguração do seu novo elevador.

Para além da inauguração e bênção do novo ascensor, vai ser também apresentado um painel de azulejos no sopé da imagem de Cristo Rei, alusivos ao Livro do Profeta Daniel e baixos-relevos em bronze com a frase «Deus é Amor», em 16 idiomas, da autoria do arquiteto João de Sousa Araújo, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa conta com a presença do bispo de Setúbal, D. José Ornelas de Carvalho, e vai ser mostrado o sistema de som e vídeo vigilância no terraço junto da imagem de Cristo Rei.
O programa começa às 16h30 e encerra às 18h15.

LFS/OC

Setúbal: Passagem de ano no Santuário de Cristo Rei

Almada, 22 dez 2016 (Ecclesia) – O Santuário de Cristo Rei, em Almada, organiza, na noite de 31 deste mês, a passagem de ano naquele local emblemático junto ao rio Tejo.

Esta iniciativa é “aberta a todas as pessoas que desejarem festejar este acontecimento num ambiente celebrativo cristão”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Depois da Eucaristia vespertina de Ano Novo, pelas 22:00, a adoração eucarística e o Te Deum, os inscritos nesta atividade do Santuário de Cristo Rei podem assistir ao fogo-de-artifício lançado em Lisboa e Almada, no miradouro.

Após a visualização do espetáculo, os participantes vão ter momentos de convívio na cave do edifício de acolhimento.

LFS

Setúbal: Apresentação do Arquivo do Santuário de Cristo Rei

Setúbal, 10 nov 2016 (Ecclesia) – Os resultados do projeto de organização, descrição e difusão do Arquivo do Santuário de Cristo Rei vão ser apresentados, dia 20 deste mês, na reitoria daquele santuário.

A apresentação pública desta iniciativa é feita pela Reitoria do Santuário de Cristo Rei e pela direção do Centro de Estudos de História Religiosa, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

A atividade enquadra-se na celebração do Dia de Cristo Rei.

LFS

Catequese: Santuário de Cristo Rei recebeu catequistas do Algarve

Almada, Setúbal, 06 jul 2015 (Ecclesia) – O bispo do Algarve presidiu, este sábado, à peregrinação diocesana de catequistas ao santuário do Cristo Rei, em Almada, promovida pelo Sector da Catequese da Infância e Adolescência daquela diocese.

Cerca de 80 participantes provenientes do barlavento e do sotavento do Algarve visitaram num primeiro momento o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, “após a oração da manhã e a recitação do terço, ainda durante a viagem”, revela o jornal «Folha do Domingo».

Após o almoço já no Santuário do Cristo Rei, concretamente na casa de acolhimento aos peregrinos sob a responsabilidade das irmãs da congregação das Oblatas do Divino Coração, seguiu-se a eucaristia, presidida pelo bispo do Algarve.

Na capela do monumento a Cristo Rei, D. Manuel Quintas destacou a dimensão profética a que os cristãos, e concretamente os catequistas, são chamados a partir do batismo, sublinhando que “a missão profética não diz respeito ao Antigo Testamento”.

O bispo do Algarve disse ainda que “Deus escolhe aquele que até pode não ter muitas qualidades” e que “aos olhos dos outros pode ser um incapacitado, não ter as qualidades todas que nós achamos que são necessárias para ser catequista, mas é, sobretudo, na fragilidade que se manifesta a sua força”, lê-se no órgão de comunicação diocesano.

No final da peregrinação, D. Manuel Quintas agradeceu aos catequistas pelo serviço prestado à diocese e informou que o Jubileu dos Catequistas, inserido no Jubileu da Misericórdia, será celebrado no dia 30 de janeiro do próximo ano em local ainda não definido.

FD/LFS

Almada: Passar o ano no Santuário de Cristo Rei

Almada, Setúbal, 17 dez (Ecclesia) – O Santuário de Cristo Rei, em Almada (diocese de Setúbal) tem um programa para a passagem de ano.

Depois da eucaristia vespertina de ano novo e do «Te Deum», os participantes podem assistir ao fogo-de-artifício lançado em Lisboa e Almada, no miradouro do Santuário do Cristo Rei, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Das 00h15m às 02h00m haverá um convívio com lanche partilhado na cave do edifício de acolhimento e o santuário “oferece o bolo-rei, o champanhe e o chá”, lê-se

LFS

Santuário de Cristo Rei com nova iluminação

O santuário do Cristo Rei, em Almada, inaugura neste sábado (26 de Junho), a partir das 21h30, uma nova iluminação que o vai deixar “mais visível, atraente e ecológico”.

A obra durou seis meses e custou 180 mil euros.

A inauguração da obra coincide com o encerramento das comemorações dos 50 anos do santuário e, de acordo com o reitor do santuário, Pe. Sezinando Alberto, aproveita o facto de Junho ser o mês do coração de Jesus, imagem a que o Cristo Rei é dedicada.

Na noite de sábado a entrada no santuário é livre e aberta ao público em geral.

“O Bispo de Setúbal, D. Gilberto Canavarro dos Reis, deverá accionar a nova iluminação por volta das 22h30, depois da actuação do grupo musical «Figo Maduro» e das intervenções dos representantes do Estado e das autarquias”, disse o Reitor, em declarações à agência Lusa.

Para o Pe. Sezinando Alberto, com a nova iluminação “a figura do Cristo Rei ficará mais visível, atraente e ecológica, em consonância com os monumentos do outro lado do rio”.

Redacção/Lusa

Santuário de Cristo Rei vai começar a liquidar a dívida este ano

A dívida do Santuário de Cristo Rei vai começar a ser abatida em 2010, depois de nos anos anteriores a prioridade ter sido a de criar condições para atrair visitantes e assinalar o cinquentenário.

As receitas têm ultrapassado os gastos, que em grande parte se devem à remuneração dos 20 funcionários, disse à Agência ECCLESIA o reitor do Santuário, Pe. Sezinando Alberto.

“Posso ter dificuldades, mas chegando ao fim do mês tenho sempre dinheiro para pagar as despesas, mesmo na época baixa”, afirmou o sacerdote, que também conta com a colaboração de duas religiosas da Comunidade das Oblatas do Divino Coração, da diocese de Beja, e de um capelão.

A procura de rendimentos levou a que no Natal de 2008 a reitoria tivesse decidido iluminar a imagem de Cristo Rei, recorrendo ao patrocínio de uma marca de telemóveis sul-coreana.

Ao recordar a polémica que então se gerou, o Pe. Sezinando sublinha que a opção foi tomada com o conhecimento do bispo de Setúbal, D. Gilberto Reis, e do clero e assegura que voltaria a aceitar uma proposta semelhante.

“Há um catolicismo de corte na Igreja, isto é, um conjunto de gente que se julga a defensora da ortodoxia. São essas pessoas, que não dão um único tostão a ninguém, que depois vêm com uma grande moral e se manifestam escandalizadas”, diz o reitor sobre as críticas que se ouviram nas instâncias eclesiais.

“Quando se faz um quadro, aparece a assinatura de quem o pintou. Se aquela foi uma obra de arte, qual é o mal incluir em baixo a entidade que a pagou?”, questiona o sacerdote, que lembra que as obras nas basílicas de Roma, aquando do Jubileu do ano 2000, incluíam placares com os nomes dos patrocinadores.

A aprovação da proposta teve em consideração que a marca “não escandaliza a moral cristã” e que a frase publicitária, aprovada pelo Pe. Sezinando, só seria visível perto do monumento.

“Ninguém gosta mais do Cristo Rei do que eu nem há quem procure santificar este local mais do que eu”, destaca o sacerdote, que garante ter recebido mais cartas de apoio do que apreciações negativas.

O Pe. Sezinando Alberto lamenta que a diocese tenha perdido uma oportunidade de angariar receitas quando recusou a colocação no pedestal de uma faixa com a expressão “Portugal 2004”, numa alusão ao campeonato europeu de futebol que decorreu no país.

“Com esse dinheiro – 250 mil euros – tínhamos abatido metade da dívida”, conclui.