Alfredo Teixeira, diretor da instituição, destaca um tempo que trouxe interrogações que «têm de ser compreendidas»

Lisboa, 27 fev 2018 (Ecclesia) – O Instituto de Estudos de Religião (IER), recentemente criado na Universidade Católica Portuguesa, vai iniciar hoje a sua atividade com um seminário sobre as mudanças na religião, no contexto atual de globalização.

Uma iniciativa coordenada pelos professores Alfredo Teixeira e Alexandre Palma, que contará com a colaboração de figuras como o padre e poeta José Tolentino Mendonça, vice-reitor da UCP; Luísa Almendra, religiosa doutorada em Teologia Bíblica; Mário Avelar, académico e escritor; e Paulo Pires do Vale, especialista em Filosofia.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, Alfredo Teixeira, diretor do IER, destaca a temática religiosa como “um dossier de investigação” cada vez mais presente “no panorama da comunidade científica internacional”, e cujo “resultado deve ser disseminado”.

“Aquilo que pretendemos mostrar é que é crescente a necessidade dos diferentes agentes profissionais terem competências para reconhecer quer a diversidade religiosa quer o impacto que as dimensões religiosas, da identidade, têm no comportamento dos indivíduos e grupos”, sustenta o investigador.

É neste sentido que o IER começa por promover um seminário sobre a religião no âmbito das transformações atuais do mundo, nas mais variadas área, com a convicção de que a globalização trouxe “problemas novos, formas novas de habitar esta cultura”, também na sociedade portuguesa, “que têm de ser compreendidas”.

Alfredo Teixeira destaca por exemplo o setor da atividade turística: “O Instituto tem sido contactado com frequência por agentes na área do turismo que descobrem que a questão religiosa – não só o turismo religioso, mas também o papel que ele tem no turismo rural, no ecoturismo – é uma motivação importante”.

“De uma maneira geral, estas esferas de ação profissionais estão mais despertas para isto, mas o IER terá a missão de suscitar esse interesse, mostrando de facto que essa formação é necessária”, acrescenta.

O seminário intitulado “Uma era (pós)secular? Religião e mudança global”, vai decorrer entre hoje e 28 de março, todas as terças-feiras, das 18h00 às 20h00.

Esta iniciativa é aberta a estudantes dos mais variados ramos de ensino superior que estejam interessados em aprofundar conhecimentos na área das ciências da religião, bem como a agentes ligados à educação, comunicação, cultura, mediação social, desenvolvimento humano e assistência religiosa; e a outros públicos interessados em formação contínua.

Sobre o Instituto de Estudos de Religião da UCP, Alfredo Teixeira destaca “um projeto inovador” que “tem como objetivo o estudo das dimensões religiosas na cultura associando diferentes disciplinas”.

Neste momento, a prioridade estará voltada “para o desenvolvimento de vários projetos formativos, já que isso é o centro da atividade deste instituto”, salientou aquele responsável.

O Instituto de Estudos e Religião resulta da associação de quatro faculdades de vários polos da UCP: Teologia, Ciências Humanas (ambas em Lisboa), Escolas de Artes (Porto) e a Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (Braga).

HM/JCP

Partilhar:
Share