Carlo Acutis e Alessia González-Barros y González entre os quatro novos «veneráveis» da Igreja Católica, todos leigos

Carlo Acutis em Fátima

Cidade do Vaticano, 05 jul 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco aprovou hoje a publicação do decreto que reconhece as “virtudes heroicas” do adolescente italiano Carlo Acutis (1991-2006), falecido aos 15 anos na sequência de uma leucemia.

O futuro beato destacou-se pelo uso das novas tecnologias para a divulgação da mensagem cristã, estando hoje associada à sua página oficial uma exposição virtual sobre os milagres eucarísticos em todo o mundo, www.miracolieucaristici.org.

A Santa Sé publicou também o decreto relativo a Alessia González-Barros y González (1971-1985), falecida aos 14 anos de idade.

A página oficial da causa de canonização sublinha que a adolescente espanhola “aceitou plenamente a sua dolorosa doença desde o primeiro momento, oferecendo o intenso sofrimento e as numerosas limitações físicas de que padecia pela Igreja, pelo Papa e pelos outros”.

O reconhecimento das “virtudes heroicas” é um passo central no processo que leva à proclamação de um fiel católico como beato, penúltima etapa para a declaração da santidade; para a beatificação, exige-se o reconhecimento de um milagre atribuído à intercessão dos agora veneráveis.

Outros dois leigos católicos foram hoje declarados veneráveis: o jovem Pietro Di Vitale (1916-1940), da Sicília, Itália, que faleceu aos 23 anos; Giorgio La Pira (1904-1977), também italiano.

OC

Partilhar:
Share