Audiência geral abordou momentos que se seguem à homilia, na Missa

Cidade do Vaticano, 14 fev 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco disse hoje no Vaticano que os católicos devem evitar “fórmulas convencionais e míopes” na sua oração, abordando os momentos que se seguem à homilia, nas Missas.

“As intenções pelas quais se convida o povo fiel a rezar devem dar voz às necessidades concretas da comunidade eclesial e do mundo, evitando recorrer a fórmulas convencionais e míopes”, assinalou, durante a audiência pública semanal que decorreu na Praça de São Pedro.

A recitação do Credo e a Oração dos fiéis foram temas da 10ª catequese do Papa sobre a celebração da Missa, um ciclo que decorre durante as audiências gerais, às quartas-feiras.

Francisco disse que todos católicos têm o “direito de receber a Palavra”, pedindo um momento de silêncio após a homilia.

“Depois da homilia é necessário um tempo de silêncio, para que a semente recebida sedimente nas nossas almas, para que nasçam propósitos de adesão àquilo que o Espírito sugere a cada um”, precisou.

O Papa referiu em seguida que “existe uma relação vital entre escuta e fé”, pelo que toda a comunidade é convidada a recitar o Credo, numa profissão comum da mesma fé.

OC

 

Partilhar:
Share