Cidade do Vaticano, 14 fev 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco manifestou esta terça-feira a sua solidariedade aos católicos no Médio Oriente e na diáspora, numa Missa concelebrada no Vaticano pelo patriarca dos greco-melquitas, Youssef Absi.

“Oferecemos esta Missa pelo povo, pelo povo que sofre, pelos cristãos perseguidos no Médio Oriente que dão a vida, dão os bens, as propriedades porque são expulsos. E oferecemos também a missa pelo ministério do nosso irmão Youssef”, disse.

A Missa foi apresentada pelo Papa como um momento que confirma a “comunhão apostólica” entre estas Igrejas.

“Ele [patriarca Youssef Absi] é pai de uma Igreja, de uma Igreja antiquíssima e vem abraçar Pedro, para dizer ‘eu estou em comunhão com Pedro’. Isso é o que significa a cerimónia de hoje: o abraço do pai de uma Igreja com Pedro”, assinalou Francisco, na Capela da Casa de Santa Marta.

No final da Missa, o patriarca agradeceu ao Papa, em nome de todo o Sínodo da Igreja greco-melquita católica.

OC

Partilhar:
Share