Cidade do Vaticano, 12 fev 2018 (Ecclesia) – O Papa denunciou hoje o drama das crianças-soldado, no dia em que a ONU evoca os cerca de 250 mil menores ainda envolvidos em conflitos armados no mundo.

“É forte a dor que sinto pelas muitas crianças arrancadas das suas famílias para serem usadas como soldados. Isso é uma tragédia!”, escreveu Francisco, na sua conta do Twitter, @pontifex.

Já na última sexta-feira, o Papa tinha recebido os membros do “Grupo Santa Marta”, que se reuniram no Vaticano para avaliar práticas de combate ao tráfico humano.

“A experiência mostra que essas modernas formas de escravidão estão bem mais difundidas do que se possa imaginar, até mesmo – para nossa vergonha e escândalo – dentro das mais prósperas sociedades”, advertiu.

Francisco apontou o dedo a várias formas de cumplicidade com as quais a sociedade “tolera e encoraja a exploração de homens, mulheres e crianças”.

OC

Partilhar:
Share