Iniciativa deste sábado e domingo tem em vista o próximo Sínodo dos Bispos

Cidade do Vaticano, 11 ago 2018 (Ecclesia) – O Papa vai encontrar-se hoje e amanhã com mais de 100 mil jovens provenientes das 195 dioceses de Itália, em Roma, numa jornada dupla tendo em vista o Sínodo dos Bispos deste ano.

De acordo com o portal ‘Vatican News’, para hoje está marcado um evento às 18h30 locais (menos uma em Lisboa) com os mais novos no Circo Máximo, dentro do centro histórico de Roma; no domingo, o ponto de encontro será a Praça de São Pedro, a partir das 11h00, neste caso em especial para os jovens italianos que vão participar na Jornada Mundial da Juventude no Panamá, em 2019.

Jovens do norte e do sul da Itália peregrinaram a pé para participar neste evento, numa caminhada que contou também com o envolvimento de 120 bispos.

Para o presidente da Conferência Episcopal Italiana, cardeal Gualtiero Bassetti, esta é uma das melhores maneiras de preparar o Sínodo que se avizinha, e que terá no centro precisamente a preocupação da Igreja Católica com a juventude, os seus desafios e interpelações.

“Os jovens não são um objeto no qual a Igreja está interessada, mas um sujeito vivo”, frisa aquele responsável, para realçar a grande expetativa que está a envolver estes dois dias de encontro, também entre o episcopado italiano.

“Queremos ouvir uma nova mensagem do Papa. Os jovens que marcham em direção a uma primavera de história e humanidade. E nós caminhamos ao lado deles”, apontou o arcebispo de Perúgia.

A peregrinação para o encontro com Francisco, em Roma, envolveu também jovens migrantes e refugiados, apoiados nas despesas da viagem e no acesso a bens de primeira necessidade, como sapatos para a caminhada.

Sobre a atitude do Papa argentino face aos jovens, o presidente do episcopado italiano realça a forma como Francisco tem procurado escutar e responder às interpelações das novas gerações, não só em relação ao seu futuro na sociedade mas também à relação com a Igreja Católica, numa época em que se considera que muitos jovens estão mais afastados da fé.

“Há muitos jovens que hoje permanecem à margem, que estão à espera da sua vez, e talvez essa vez não chegue. É preciso diálogo, e parece-me que o Papa Francisco está a promover isso mesmo”, salienta o cardeal Gualtiero Bassetti.

Para aquele responsável católico, que ao longo da sua missão pastoral sempre trabalhou com os mais novos, os jovens “têm no coração uma grande sede de infinito, que infelizmente é sufocada por um mundanismo efémero”.

“O mundo atual é marcado pelo subjetivismo, o que leva a uma visão de vida desvinculada da fé. Há no entanto, nos jovens, uma grande potencialidade”, acrescenta.

O grande desafio, “para o Papa, para a Igreja, para os educadores”, no ponto de vista de D. Gualtiero Bassetti, será aproximar as exigências da fé desse subjetivismo”.

“Penso que o Papa também olha para a questão deste modo. Ele não tem uma visão pessimista, mas realista dos jovens”, completa o líder do episcopado italiano.

Para esta jornada dupla de peregrinação da juventude a Roma estão previstos vários momentos de oração, com destaque para vigílias de oração e a Eucaristia de domingo com o Papa Francisco, na Praça de São Pedro.

No final da celebração, o Papa argentino vai enviar os mais novos em missão, e “abençoar uma imagem de Nossa Senhora de Loreto, ainda uma cópia do crucifixo de São Damião” proveniente das Jornadas Mundiais da Juventude de Buenos Aires, em 1987.

Duas ofertas que acompanharão os jovens italianos às próximas JMJ, que terão lugar em 2019, no Panamá.

Ao longo destes dois dias, em Roma, os participantes terão ainda a oportunidade de contactar com a cultura e a arte da cidade, nomeadamente com a obra de um dos mais notáveis pintores italianos, Caravaggio, através de uma passagem pela igreja de São Luís dos Franceses.

O hino oficial deste duplo encontro do Papa com os jovens, sob o título ‘Estamos Aqui!’ Protege meu caminho’, é uma invocação sobre a peregrinação que está a ser feita a partir de todas as dioceses italianas, tendo sido escrito pelo Instituto Diocesano de Música e Liturgia de Reggio Emilia-Guastalla, dirigido pelo maestro Giovanni Mareggini.

JCP

Partilhar:
Share