Cidade do Vaticano, 02 nov 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco enviou esta quinta-feira uma mensagem ao III Encontro Mundial de Jovens da fundação ‘Scholas Occurrentes’, promovido em conjunto com a ONG Judaica ‘World Ort’.

A iniciativa decorre em Buenos Aires, com a participação de 400 jovens provenientes de mais de 30 cidades do mundo, propondo a todos “um mundo mais humano e pacífico”, através da “cultura do encontro” defendida pelo pontífice.

O Papa sublinha na sua mensagem a importância do “encontro de identidades diferentes”, porque “para encontrar-se é preciso estar seguro da própria identidade”.

“Não se negocia a própria identidade para encontrar o outro. Não podes mascarar a tua identidade, não podes escondê-la, pois a vida não é um carnaval. É algo muito sério e um encontro deve ser sério, com muita alegria, mas sério de coração”, precisa.

Francisco observa que ninguém é algo “totalmente definido, estabelecido”.

“Somos testemunhas, somos escritores e leitores de nossas vidas e não somos os únicos autores: somos o que Deus sonha para nós, aqueles que contamos, aqueles que voltamos para contar, aqueles que os outros contam, sempre e quando somos fiéis”, declarou.

O projeto ‘Scholas Ocurrentes’ é promovido pelo Papa Francisco, para apoiar crianças e adolescentes desfavorecidos, através de uma rede mundial de escolas pelo encontro.

A plataforma social da ‘Scholas Ocurrentes’ conta atualmente com 400 mil escolas dos cinco continentes, com uma média de 500 alunos em cada uma.

A ‘Scholas.social’ conta com o apoio de empresas como Google, Globant e Line 64 e foi lançada inicialmente em inglês, italiano e espanhol.

OC

Partilhar:
Share