Francisco levou presentes e encontrou-se com utentes

Cidade do Vaticano, 07 dez 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco fez hoje uma séria de visitas surpresa a casas que ajudam doentes, na periferia sul de Roma, informou o Vaticano.

As passagens pela “CasAmica Onlus” e a comunidade terapêutica “A Ponte e a Árvore”, esta tarde, inserem-se nas chamadas ‘Sextas-feiras da Misericórdia’, iniciadas em janeiro de 2016 por ocasião do Ano Santo extraordinário.

A “CasAmica Onlus” acolhe pessoas doentes que precisam de cuidados continuados, acompanhadas pelos seus familiares, e que vivem com “dificuldades económicas muito graves”, precisa uma nota divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé.

O Papa “tocou à campainha” e foi acolhido pelo pessoal da instituição, que ficou “atónito”, assinala o comunicado de imprensa.

Francisco brincou com as crianças que ali se encontravam e falou com os seus pais, “ouvindo com muita atenção os seus sofrimentos”.

Achille Andrei, duas crianças de 13 e 11 anos, com “doença oncológica grave”, contaram a sua história ao Papa, que esteve ainda com Sandra e Plamen, da Bulgária, e Arwa, de Marrocos, menores que também se encontram em tratamento oncológicos.

Antes de deixar o local, Francisco deixou alguns presentes para as famílias, seguindo para a a comunidade terapêutica “A Ponte e a Árvore”, que aloja 12 jovens com doença mental.

O Papa chegou a pé, surpreendendo os jovens no meio de uma atividade, respondendo assim a um pedido de visita que lhe tinha chegado, através de carta; alguns pais, após terem sido informados, chegaram ao local para abraçar Francisco, “agradecendo-lhe por este gesto de proximidade”.

Como oferta, o pontífice deixou na comunidade um panetone de 10 quilos, para as festas natalícias.

OC

Partilhar:
Share