Francisco deseja que encontro em Singapura marque início de «percurso positivo» rumo à paz

Cidade do Vaticano, 10 jun 2018 (Ecclesia) – O Papa rezou hoje no Vaticano pelo sucesso da cimeira EUA-Coreia do Norte que vai decorrer esta terça-feira, em Singapura, desejando um futuro de paz para a Península Coreana.

“Que os colóquios que vão ter lugar nos próximos dias, em Singapura, possam contribuir para o desenvolvimento de um percurso positivo, que assegure um futuro de paz para a Península Coreana e para todo o mundo”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício.

O primeiro encontro entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e o seu homólogo norte-coreano, Kim Jong-un, realiza-se a 12 de junho; a desnuclearização da Coreia do Norte tem sido uma preocupação da diplomacia da Santa Sé.

Kim Jong-un chegou hoje a Singapura; Donald Trump, sublinhou este sábado que a cimeira constitui uma “ocasião única” para um acordo sobre o programa nuclear norte-coreano.

Após a recitação do ângelus, que reuniu milhares de pessoas na Praça de São Pedro, o Papa elevou uma oração a Nossa Senhora, “Rainha da Coreia”, e convidou os peregrinos a rezar consigo uma Avé-Maria pela paz.

Na sua catequese dominical, Francisco alertou os peregrinos e visitantes para o “veneno mortal” da maledicência”.

“Falar mal dos outros faz-nos família do diabo”, assinalou.

O Papa Francisco evocou depois a beatificação de Adelaide de Batz de Trenquelléon, a irmã Maria da Conceição, que viveu entre os séculos XVIII e XIX, em França, tendo fundado a congregação das Filhas de Maria Imaculada.

OC

Partilhar:
Share