Foto Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado

Bragança, 08 jan 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Bragança-Miranda informa que faleceu a irmã S. Paulo, da Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado, que se encontra em câmara ardente na Capela da Casa de Nossa Senhora de Fátima.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o Secretariado das Comunicações Sociais da Diocese de Bragança-Miranda informa que o funeral da religiosa é esta tarde às 14h30.

“O seu testemunho de vida é um autêntico ícone”, assinala a Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado sobre a irmã S. Paulo que faleceu esta segunda-feira.

Maria da Luz Bento nasceu a 4 de fevereiro de 1921, na aldeia de Sampaio, Mogadouro, e foi durante vários anos professora do Ensino Primário na aldeia de Saldonha onde “deixou um rasto de força missionária e irradiação de caridade pelo seu socorro aos mais débeis”.

Fez a primeira profissão religiosa a 15 de agosto de 1954, adotando o nome de irmã S. Paulo, e viveu ao serviço da congregação em Sendim, Chaves, Vilarinho de S. Romão (Sabrosa), Angola e Macedo de Cavaleiros.

A religiosa participou no primeiro Capítulo Geral da Congregação, em 1956, como representante das Irmãs, e foi eleita Ecónoma Geral, tendo liderado a fundação de algumas comunidades religiosas.

O “maior desafio” da vida de Maria da Luz Bento foi integrar o primeiro grupo de missionárias que partiu para Angola, a 23 de outubro de 1962, e chegou à missão de Nova Sintra (Catabola) a 11 de novembro do mesmo ano.

Em 1966 foi oficialmente nomeada pelo Conselho Geral, como superiora das Missões, uma função que exerceu, “quase ininterruptamente, até 1993”.

Desde novembro de 2008 que a residência permanente da religiosa Franciscana passou a ser Portugal e, em setembro do ano seguinte, foi integrada na comunidade da Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros.

CB

Partilhar:
Share