Lisboa, 02 out 2018 (Ecclesia) – A Sociedade Missionária da Boa Nova (SMBN) informa que o padre António Tavares Martins (1930 – 2018) faleceu o funeral realiza-se hoje, pelas 15h00, em Cucujães.

“Deixa-nos o seu testemunho de homem de fé e de entrega generosa da vida até ao fim ao serviço da Missão”, destaca uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A SMBN lembra que o padre António Tavares Martins foi um homem “muito metódico e organizado” que “nunca estava desocupado” e tinha um “gosto especial pela música” dedicando muita atenção aos instrumentos musicais.

O missionário da Boa Nova faleceu este domingo, 30 de setembro, na Póvoa do Varzim, e as exéquias fúnebres realizam-se hoje, às 15h00, em Cucujães.

Devido a problemas cardíacos deu entrada no Hospital de S. João, no Porto, a 23 de outubro de 2017, e vítima de um vírus hospitalar “a situação de saúde muito grave levou a uma degradação progressiva”.

De uma vida ao serviço da missão, por exemplo, foi prefeito e professor em Tomar e Cernache de 1955 a 1958, quando partiu para a Missão de Pemba, em Moçambique, a 11 de setembro; Foi professor no Seminário Menor do Mariri e professor no Colégio de S. Paulo e no Seminário Maior de Pemba até 1970; Esteve também em Viana, Angola, regressou a Portugal e voltou para Moçambique.

O missionário foi ordenado presbítero a 29 de junho de 1955, em Cucujães, e diácono no ano anterior, a 31 de julho, na Sé do Porto.

Entrou no Seminário de Tomar, a 29 de setembro de 1942, esteve nos Seminários de Cernache do Bonjardim e Cucujães onde estudou Filosofia, Teologia, e fez o primeiro juramento missionário a 15 de setembro de 1952.

António Tavares Martins nasceu a 18 de janeiro de 1930, no Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis, Diocese do Porto, numa “família profundamente cristã”.

A Sociedade Missionária da Boa Nova, fundada em 1930 pelo Papa Pio XI como resposta a um apelo dos bispos portugueses, é uma sociedade de vida apostólica exclusivamente missionária e trabalha atualmente em quatro países, além de Portugal: Moçambique (desde 1937), Angola (1970), Brasil (1970) e Japão (1998).

CB

Partilhar:
Share