D. Francisco Senra Coelho esteve na única comunidade cartusiana portuguesa

Évora, 14 set 2018 (Ecclesia) – O arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, visitou e celebrou a Eucaristia no mosteiro da Cartuxa, na festa da Natividade de Nossa Senhora.

Na única comunidade Cartuxa instalada em Portugal, D. Francisco José Senra Coelho que presidiu à Missa, almoçou, e conversou com os monges no recreio, lembrou a todos que foi seu pároco e ali preparou-se para a ordenação episcopal, que aconteceu em junho de 2014.

No seu sítio online, a Arquidiocese de Évora contextualiza que “a clausura” não permitiu aos monges Cartuxos de Scala Coeli participarem na celebração de entrada do novo arcebispo, no dia 2 de setembro na Sé, por isso, os religiosos convidaram-no a visitar o mosteiro.

O arcebispo respondeu ao convite no dia da Natividade de Nossa Senhora, festa solene na Cartuxa celebrada no sábado, 8 de setembro.

Depois da oração de Vésperas, D. Francisco Senra Coelho despediu-se dos religiosos da Ordem Cartusiana, manifestando o seu afeto e dando a sua primeira bênção.

A vida eremítico-cenobítica de contemplação e trabalho na Cartuxa de Santa Maria Scala Coeli foi reiniciada em 1960, por sete Cartuxos, entre eles um português, após a expulsão das ordens religiosas em 1834.

O Convento da Cartuxa eborense tinha sido mandado construir em 1587, pelo então arcebispo D. Teotónio de Bragança, para acolher a comunidade religiosa de São Bruno, sendo dedicado à Virgem Maria, sob a denominação “Scala Coeli” – “Escada do Céu”.

A Ordem Cartusiana foi fundada por São Bruno (Colónia, c. 1035 – Squillace, Calábria, 1101) e os monges vivem exclusivamente em silêncio, totalmente dedicados à oração e à contemplação.

O fim principal da vida de um cartuxo é a Contemplação e, segundo os Estatutos da Ordem, “aquele que persevera firme na cela e por ela é formado, tende a que todo o conjunto da sua vida se unifique e converta numa constante oração. Mas não poderá entrar neste repouso sem ter-se exercitado no esforço de duro combate (…). Assim, purificado pela paciência, consolado e robustecido pela assídua meditação das Escrituras, e introduzido no profundo de seu coração pela graça do Espírito, poderá já não só servir a Deus, senão também unir-se a Ele”.

A Cartuxa Santa Maria Scala Coeli dinamiza o blogue ‘Escada do Céu’ onde partilha informações sobre a vida no mosteiro onde “meia dúzia de monges vivem como eremitas ou solitários mas unidos em Comunidade”.

CB

Partilhar:
Share