Organismo católico associa-se a apelos do Papa na sua mensagem para o 52.º Dia Mundial da Paz

Lisboa, 31 dez 2018 (Ecclesia) – A Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) alertou para os perigos do “desinteresse” na participação política, por parte da sociedade, numa mensagem divulgada por ocasião do 52.º Dia Mundial da Paz (1 de janeiro de 2019).

No texto, enviado à Agência ECCLESIA, o organismo católico fala num “crescente absentismo eleitoral e desinteresse na participação política”, lamentando “a frequência de atitudes que denotam falta de ética da parte de políticos de quem se esperaria um comportamento exemplar”.

O documento da CNJP critica ainda a “marginalização de jovens vítimas do desemprego”, mostrando preocupação com o apoio que “em muitos países recolhem discursos baseados na hostilidade aos estrangeiros e fomentadores de ódio” ou “a violência verbal para com adversários políticos”.

Outras preocupações manifestadas pelo organismo de leigos católicos, ligado à Conferência Episcopal Portuguesa, são a “persistência de guerras perante o alheamento de muitos responsáveis políticos”, e o “comércio de armas, clandestino ou com a cumplicidade de governos indiferentes ao destino que a estas é dado”.

A CNJP elogia a oportunidade da mensagem do Papa para o 52º Dia Mundial da Paz, dedicado ao tema ‘A Boa Política Está ao Serviço da Paz’.

“A política assim concebida leva a estabelecer entre as gerações presentes e as gerações futuras laços de confiança e gratidão”, refere a nota, na qual se defende uma maior participação política dos jovens.

Vivemos hoje um clima de desconfiança enraizada no medo do outro ou do estrangeiro que se manifesta em atitudes de fechamento ou nacionalismo que colocam em questão a fraternidade universal, de que o nosso mundo globalizado tanto precisa”.

A CNJP apela a uma maior atenção para a o cuidado e proteção as crianças vítimas da guerra, a defesa do ambiente e a promoção da paz.

OC

Mensagem do Papa Francisco para o 52º Dia Mundial da Paz

Partilhar:
Share