D. João Lavrador indica “entrega no amor e no serviço aos mais pobres e excluídos»

Foto: Igreja Açores

Angra do Heroísmo, Açores, 26 mar 2018 (Ecclesia) – O bispo de Angra afirmou na homilia da Missa do Domingo de Ramos que a Semana Santa é uma caminhada que questiona “o pensar, a forma de entender a Deus” e “desafia os poderes do mundo”.

D. João Lavrador referiu que a morte e ressurreição de Cristo “desafia os poderes do mundo para pautarem a sua autoridade não como força a exercer mas antes como entrega no amor e no serviço aos mais pobres e excluídos deste mundo”, afirmou D. João Lavrador na Sé de Angra.

Na homilia enviada à Agência Ecclesia e que marcou o início da Semana Santa, o bispo diocesano realçou que os católicos ao aclamar Jesus de Nazaré “como Rei” exaltam “a Sua incarnação” e assumem que seguem “um rei diferente dos monarcas terrestres”.

“Reconhecer que o poder deve ser exercido como serviço e entrega ao outro”, acrescentou.

A partir do Evangelho dominical, que narra a Paixão de Jesus, o bispo de Angra e Ilhas dos Açores referiu que a pergunta que se tira “é saber com qual das personagens” cada um se identifica e que deve responder com “a atitude e critérios próprios do viver”.

“Consoante a resposta que dermos assim nos dispomos ou não a conformar a nossa vida com os desígnios de Deus, a aceitar a nossa condição de discípulos que são chamados a ter a mesma sorte do Mestre e a sintonizar ou não com a dor e o sofrimento dos nossos irmãos”, desenvolveu.

No primeiro dia da Semana Santa, D. João Lavrador explicou que “sintetiza” para os discípulos de Jesus Cristo “o fundamental da fé”, num convite “a entrar no mistério da revelação de Deus”.

Na Sé de Angra, o bispo diocesano sublinhou a dimensão da conversão pessoal e comunitária que é preciso fazer para que o “ser e o agir” de cada um “coincidam com o querer de Deus”.

D. João Lavrador vai presidir às celebrações da Semana Santa na Catedral: Quarta-feira, Missa Crismal, que marca o início do Tríduo Pascal, às 20h00; no dia seguinte, 29 março, a Missa da Ceia do Senhor, com o rito do Lava-Pés; esta sexta-feira à tarde preside à Paixão do Senhor, a partir das 15h00, e à noite a Via-Sacra e Procissão do Senhor Morto percorre as ruas de Angra.

No Sábado Santo destaca-se a Vigília Pascal, às 21h00, e no domingo de Páscoa a Eucaristia da Ressurreição do Senhor, às 11h00, vai ser transmitida pela RTP Açores.

CB/PR

Partilhar:
Share