Panamá, 18 jan 2019 (Ecclesia) – A Fundação João Paulo II para a Juventude promove a conferência internacional ‘jovens para a casa comum. conversão ecológica em ação’, este sábado, Universidade Católica do Panamá (USMA), e vai apresentar um documento final no próximo dia 21.

“Ajudar os jovens a tomar consciência dos desafios lançados pelo Papa Francisco na encíclica Laudato Si’ e encontrar maneiras de promover uma cultura de proteção da criação” vão ser temas em destaque, informa um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

O comité organizador local da Jornada Mundial da Juventude no Panamá explica que os participantes vão discutir “a ligação entre as alterações climáticas e a pobreza”, o acesso a água potável e a proteção da biodiversidade.

Destaca-se a intervenção do cardeal Peter Turkson, responsável do Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, também da Santa Sé, e entre outros, o encontro conta com a participação do arcebispo do Panamá, do reitor da Universidade Católica Santa Maria La Antigua (USMA) e do secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida.

Do programa ao longo do dia consta sessão plenária, trabalhos em grupo, intervenções de especialistas nas questões ambientais ou da pastoral juvenil dos cinco continentes.

No final dos trabalhos deste sábado vai ser aprovado um documento que é apresentado numa conferência de imprensa, esta segunda-feira, 21 de janeiro, às 15h30 locais, no centro de imprensa da 34.ª edição da Jornada Mundial da Juventude.

O congresso da Fundação João Paulo II para a Juventude é coorganizado pela USMA, pela Fundação Príncipe Alberto II do Mónaco e patrocinado pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida e pelo Serviço do Desenvolvimento Humano Integral.

CB

Partilhar:
Share